in

Nova pesquisa mostra Lula à frente de Bolsonaro em disputa para presidente em 2022

Nova pesquisa de opinião mediu o potencial de voto entre dez possíveis candidatos às eleições em 2022.

Alan Santos/PR / Theo Marques/FramePhoto/VEJA

O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) aparece derrotado por Luís Inácio Lula da Silva (PT) em nova pesquisa de opinião que mede o potencial de voto de dez possíveis candidatos às eleições presidenciais no ano de 2022. De acordo com a nova pesquisa, somente o ex-presidente petista teria mais votos que o atual mandatário da nação.

Publicidade

O levantamento realizado pelo Ipec, Inteligência em Pesquisa e Consultoria, mostra que 50% dos entrevistados votariam no Lula “com certeza” ou considerariam ele uma opção. Em contraposta, 44% diriam que ele jamais seria uma opção de voto. Bolsonaro, por sua vez, aparece com 12 pontos a menos que Lula (38%) e com uma rejeição ainda maior que a do líder sindical (56%).

Entretanto, vale ressaltar que esta pesquisa não colocou os dois numa disputa de segundo turno, mas tende a mostrar o peso da aceitação de cada candidato. Além disso, Lula está proibido de concorrer em 2022 por conta da Lei da Ficha Limpa, por ter sido condenado por órgão colegiado. Os advogados de Lula tentam anular suas sentenças e ele já chegou a negar a intenção de se candidatar em 2022.

Publicidade

Dentre os demais nomes oferecidos pelo instituto de pesquisa aparecem atrás de Lula e Bolsonaro: Sérgio Moro (31%), Luciano Huck (28%), Fernando Haddad (27%), Ciro Gomes (25%), Marina Silva (21%), Mandetta (15%), João Dória (15%) e Guilherme Boulos (10%). Destes, todos tem rejeição igual ou superior a 50%.

Publicidade

Os entrevistados responderam: “Não votaria de jeito nenhum” estão Marina (59%), Huck (57%), Doria (57%), Ciro (53%), Haddad (52%) e Moro (50%). Foram ouvidas 2002 pessoas em 143 municípios brasileiros entre os dias 19 e 23 de fevereiro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Matheus Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.