in

Polícia invade templo da Igreja Universal para apurar denúncia e o que encontra lá é assustador

Como punição, a igreja foi multada em 200 UREFS, cerca de R$9.160,00.

Instagram: Moc Alerta

A Polícia Militar, Guarda Municipal, fiscais da SSU, e Vigilância Sanitária da cidade de Montes Claros, região Norte de Minas Gerais, estão neste domingo (07/03), fiscalizando o cumprimento dos Decretos Municipais.

Publicidade

Para impedir o avanço do contágio de pessoas pela Covid-19, o prefeito da cidade publicou o Decreto nº 4181, no último dia 02 de março, restringindo o funcionamento de algumas atividades, como os cultos e demais manifestações religiosas com a presença de público.

Com várias denúncias pelo 153, a Guarda Municipal compareceu a um templo da Igreja Universal da cidade e comprovou as denúncias de que estava havendo um culto com a presença de dezenas de pessoas. Uma fonte ligada ao i7 News confirmou que havia uma grande quantidade de pessoas, sem distanciamento social e algumas, inclusive, sem utilizar máscara, medida essencial para evitar o contágio.

Publicidade

‘A igreja estava de portas fechadas para não levantar suspeitas. Quando a polícia invadiu, o cenário era assustador. Muita gente mesmo. Igreja lotada. Muita gente sem máscara, sem distanciamento”, disse a fonte, que preferiu não se identificar.

Publicidade

Como punição, a igreja foi multada em 200 UREFS, cerca de R$9.160,00.

Publicidade

Situação epidemiológica em Montes Claros

O boletim epidemiológico, divulgado nesta sexta, mostra que Montes Claros tem 19.943 casos confirmados e 317 mortes. Até a última sexta, 212 pessoas estavam internadas nos hospitais da cidade. A taxa de ocupação dos leitos clínicos SUS é de 94%, a de UTI adulto SUS é de 84% e a dos leitos clínicos de convênio/particular é de 79%.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.