in

Auxílio Emergencial: novos valores podem variar de R$ 150 e R$ 375 de acordo com perfil; detalhes vem à tona

Benefício deve ter o seu retorno oficializado nos próximos dias; governo já definiu número de cotas.

Agência Brasil

Depois do pagamento de nove parcelas no ano passado, o Auxílio Emergencial está bem próximo de ter a sua prorrogação oficializada. Antes relutante, o governo federal acabou cedendo à pressão vinda dos parlamentares por uma nova rodada de pagamentos.

Publicidade

Na última quarta-feira (03), o Senado votou o primeiro turno da PEC Emergencial que visa viabilizar a extensão do benefício. No primeiro turno da votação, foi aprovado o parecer da PEC 186/2019 que permite o pagamento do Auxílio Emergencial. A medida libera o pagamento de até R$ 44 bilhões para a nova fase do programa. 

Valores

Segundo informações do jornal O Globo, para as novas parcelas do benefício, o governo deve considerar a composição familiar para determinar as cotas pagas aos beneficiários.

Publicidade

Fontes do periódico apontaram que mulheres solteiras chefes de família terão direito ao valor de R$ 375 por cota. Na configuração original do programa, este grupo recebia cota dobrada em relação ao valor padrão fixado (R$ 1.200 quando o benefício era R$ 600 e R$ 600 quando o programa caiu para R$ 300).

Publicidade

Famílias com apenas um integrante receberão R$ 150. Para os demais beneficiários, o valor padrão do Auxílio Emergencial será de R$ 250.

Publicidade

Quando inicia?

Ainda segundo o jornal O Globo, os primeiros repasses das novas parcelas do benefício devem ser iniciados a partir do dia 18 de março, para integrantes do programa Bolsa Família, seguindo o calendário se baseando no número final do NIS (Número de Identificação Social).

O restante dos beneficiários deverão receber nos últimos dias do mês, baseando-se no mês de nascimento, seguindo a linha do que foi executado nas fases anteriores do programa. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade