in

Professora desabafa após morte de aluna de 13 anos por Covid-19 e detona Doria e Bolsonaro

Governador e presidente viram alvo de professora em desabafo contundente.

Reprodução Globo

A estudante Ana Clara Macedo dos Santos, de 13 anos, morreu em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. A adolescente estudava na Escola Estadual Escritora Rachel de Queiroz, no Jardim Yeda, em Campinas. A morte aconteceu depois da volta às aulas. 

Publicidade

Ana morreu na tarde do dia 24 de fevereiro. O sepultamento, marcado pela comoção de familiares e amigos, foi realizado no dia seguinte. Na sexta-feira (26), o Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) anunciou que vai investigar a morte de Ana Clara.

Pelas redes sociais, o pai e a irmã da jovem se manifestaram. A escola onde ela estudava também postou nota de pesar. O desabafo mais contundente foi de uma professora de Ana Clara. Pelas redes sociais, a profissional de ensino criticou a volta às aulas e afirmou que está com ódio pela situação e culpou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Publicidade

“Junto com o sofrimento pelo ocorrido, vem o ódio por saber que pode ser o início de uma tragédia já anunciada e levada a frente pelo governador Doria e seu secretário de educação, Rossieli Soares, em meio a todo negacionismo de Bolsonaro que ceifa vidas”, escreveu a professora.

Publicidade

A Covid-19 já matou mais de 250 mil pessoas em todo o Brasil desde o começo da pandemia, em março do ano passado. O país é o segundo do mundo em número de óbitos por causa da Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos, que já registrou mais de 500 mil mortes. No mundo todo, são 2,5 milhões de óbitos em decorrência da doença.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!