in

Filho furta cartões da mãe cadeirante e abandona a idosa em casa desocupada

Idosa cadeirante de 65 anos é abandonada pelo filho em uma cada desocupada.

UOL/Imagem Meramente Ilustrativa

Colocar uma pessoa idosa em situação de perigo é considerado desumano, isso fica ainda pior, se a pessoa idosa não possui a capacidade de se locomover, por precisar utilizar uma cadeira de rodas. Mas, um caso aconteceu e deixou muitas pessoas extremamente indignadas com a situação que uma idosa foi exposta.

Publicidade

Filho pegou os cartões da mãe e a abandonou

Uma idosa de 65 anos, que é cadeirante e não tem condições de se locomover foi abandonada pelo próprio filho, de 32 anos, em Niviraí, que fica a 359 quilômetros de Campo Grande. A idosa foi levada e deixada em uma casa abandonada, ela só foi resgatada por conta das suspeitas de um vizinho do local.

Um morador afirmou que seus cachorros, que costumam ser muito calmos durante a noite, começaram a latir por volta das 5 horas da manhã. Ele ficou desconfiado e decidiu observar o que estava acontecendo na rua de sua casa. Ele viu uma movimentação estranha em uma casa abandonada e mais tarde, decidiu averiguar o que de fato teria acontecido no local. 

Publicidade

Assistência social foi convocada

Quando chegou no imóvel que já estava desabitado há algum tempo, encontrou uma idosa cadeirante no local. Ela estava sozinha e o vizinho decidiu entrevistá-la para saber as circunstâncias de sua chegada até aquele local. Foi aí que a idosa contou sua história. Segundo a mulher, ela morava com seu filho em um galpão de reciclagem, mas os dois começaram a discutir com muita frequência. Foi aí que o filho da idosa furtou sua bolsa com os cartões dos benefícios e a abandonou no local.

Publicidade

Ainda segundo a mulher, mais tarde um homem moreno chegou e a deixou nessa casa onde foi encontrada. A assistência social foi convocada e junto com a polícia fizeram o resgate da mulher.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.