in

Grupo de manifestantes pede o fim do lockdown em frente à casa do governador de Brasília: ‘Fora, Ibaneis!’

Nem mesmo a chuva impediu que comerciantes tomassem conta das ruas para lembrar o governador que ‘o comércio sangra’

Reprodução | Twitter

Nem as medidas de isolamento social nem a chuva impediram que uma multidão tomasse conta das ruas neste domingo, 28. Os manifestantes decidiram protestar contra o lockdown em frente a casa do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

Publicidade

As novas medidas anunciadas pelo governador começam a valer a partir da 00h01 deste domingo, 28, e devem durar 15 dias.

Visivelmente insatisfeitos com o fechamento dos estabelecimentos comerciais, empresário de Brasília se reuniram na manhã deste domingo e caminharam até o Lago Sul, onde fica localizada a casa de Ibaneis.

Publicidade

Para dar ainda mais força ao protesto, a multidão ergueu diversas faixas e cartazes que afirmavam que “não suportamos outro lockdown” e até mesmo clamando ao governador, “o comércio sangra”. Além disso, os manifestantes ainda gritaram por diversas vezes: “Fora Ibaneis! Queremos trabalhar”.

Publicidade

Até o momento do final deste artigo, as autoridades locais ainda não haviam divulgado o número total de participantes deste manifesto.

Publicidade

E não é apenas os empresários e comerciantes que se mostraram contra as novas medidas de enfrentamento à pandemia. O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) também usou suas redes sociais para comentar sobre o assunto na manhã deste domingo. O chefe do Executivo afirmou que, com o fechamento do comércio, o Brasil vai sofrer com o desemprego em massa.

Vale lembrar que atualmente diversos estados brasileiros têm tomado medidas mais drásticas em meio à pandemia da covid-19, isso porque diversos distritos já sofrem com a falta de leitos de UTIs. Além disso, o Brasil já soma mais de 250 mil vítimas fatais do vírus.

Publicidade
Publicidade