in

‘Garoto milagre’ completa 9 anos e supera diagnóstico de um ano de vida: ‘não sou tão forte, apenas corajoso’

De acordo com seus pais, desde que nasceu, o menino luta a cada dia para sobreviver.

Bebemamãe

Um garoto morador de Ohio, nos Estados Unidos, ganhou um apelido muito apropriado para a sua vida: ‘garoto milagre’. Carson Locher realmente faz jus ao título recebido. Segundo informação dos pais do pequeno, desde que o filho nasceu luta bravamente para sobreviver a cada.

Publicidade

O menino milagre chegou ao mundo sendo portador de uma doença genética, que acomete uma a cada 10 mil pessoas. Considerando isso, os médicos acabaram não sendo muito otimistas em relação à expectativa de vida do pequeno. Por um longo período, os pais chegaram a pensar que o filho não iria passar do seu primeiro aniversário.

Durante a gestação de Jessie Beals, sua mãe sofreu uma ruptura uterina. Por causa disso, a americana teve que ter cuidados redobrados ao longo de toda gravidez. Infelizmente, quando chegou a 20 semanas de gestação a situação ficou ainda mais complicada para a futura mamãe.

Publicidade

“Foi algo estranho. Eles trouxeram mais técnicos e médicos, contudo ninguém dizia nada. Afinal, eles não tinham 100% de certeza do que estava acontecendo”, relatou a mulher durante uma entrevista concedida a um jornal local. Os médicos detectaram que a cabeça da criança estava crescendo muito mais rápida em relação ao corpo do que o normal.

Publicidade

O menino nasceu em agosto de 2011, e os médicos descobriram, após realização de exames e pesquisas, que ele sofria de Síndrome CHARGE. A enfermidade genética traz risco de vida, pois afeta vários órgãos do organismo e costuma ser fatal na infância.

Publicidade

O garoto milagre foi submetido a 17 procedimentos cirúrgicos desde então, e já ficou internado 36 vezes. Apesar das adversidades, o pequeno comemorou nove anos de idade e superou todas as expectativas dos profissionais de saúde que acompanharam o seu caso ao longo da vida.

“Bem, eu não deveria viver mais de um ano. Depois, nos disseram que seriam dois. Mas, que nunca chegaria aos cinco anos. Eu não sou tão forte. Eu sou apenas muito corajoso.”, disse o garoto.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.