in

De joelhos, homem é visto rezando por irmão com Covid-19 em corredor de hospital e cena comove

Prefeito divulgou a imagem em grupo de amigos e externou a situação caótica que Chapecó (SC) vive.

ND+

A cidade de Chapecó, situada no Oeste de Catarina, vivencia um grande colapso no seu sistema de saúde por conta da pandemia do coronavírus. O aumento exponencial dos casos tem impactado superlotação das unidades de saúde e consequentemente na falta de leitos nos hospitais do município, fazendo com que cenas comoventes sejam registradas.

Publicidade

Em uma rede social, o prefeito do município João Rodrigues (PSD) publicou uma foto chocante de um homem ajoelhado em um dos corredores da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), situada no bairro Presidente Médici. O cidadão implorava pela vida do irmão, que estava internado em estado grave no local. 

“Hoje testemunhei na UPA em Chapecó. Implorando a vida do irmão que estava em estado grave na UPA 24h hoje”, disse o prefeito em um grupo de amigos. 

Publicidade

Transferências

Diante do cenário de calamidade pública, João Rodrigues anunciou na última quinta-feira (18) que já foi iniciada a transferência de pacientes para leitos de UTI. Cerca de 14 pacientes, que estavam em condições de UTI, mas que se encontravam em leitos improvisados, foram encaminhados para o Hospital Regional do Oeste (HRO), que abriu novos leitos. A expectativa é de que a unidade deva ativar mais 17 leitos de UTI até o próximo domingo (21). 

Publicidade

Morte de bebê

No balanço da Covid-19 divulgado nesta quinta-feira (18), a Secretaria de Saúde de Chapecó confirmou a morte de um bebê de apenas 1 anos e 28 dias em decorrência da Covid-19. O óbito foi constatado na última segunda. Os motivos que levaram à infecção da criança, no entanto, não foram revelados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade