in

Mãe comove com drama e tem que escolher para qual filho vai doar rim; conheça a doença

Os dois jovens sofrem de nefronoptise, uma doença que afeta a função dos rins, provocando inflamação e cicatrizes.

Aonds

Uma mãe vive um verdadeiro drama em sua vida sem saber qual dos dois filhos vai salvar. Sarah Bingham, de 48 anos, é moradora do norte da Inglaterra e vive um momento muito difícil ao ter que decidir qual dos seus dois filhos que sofrem de uma grave enfermidade vai receber o seu rim. Os filhos sofrem de uma enfermidade chamada nefronoptise.

Publicidade

A condição, que é hereditária, provoca danos no funcionamento dos rins, causando cicatrizes e inflamações. Os dois filhos de Sarah, os jovens Noah, de 20 anos de idade, e a irmã Ariel, de 16 anos sofrem com a doença. A família Bingham tem três filhos e infelizmente dois deles têm a enfermidade. Recentemente, o estado de saúde de ambos acabou piorando. Por esse motivo, eles precisam ser submetidos a um transplante de rim.

O difícil é nessa história é que a mãe é compatível com os dois filhos, mas vai ter que escolher para qual filho doar o órgão. Infelizmente, Darryl, que é o pai das crianças, não é compatível. Sofrendo e angustiada com toda situação, a mãe fez um desabafo comovente durante uma entrevista concedida ao jornal BBC Mundo. De acordo com o depoimento da inglesa, a saúde dos filhos piorou bastante. “Só tenho um que posso doar”, desabafou a mulher.

Publicidade

Sarah contou que estava tudo organizado para fazer a doação do rim para a filha, mas foi quando Noah também acabou sofrendo insuficiência renal. Os médicos disseram que o filho também vai precisar passar por um transplante.

Publicidade

Publicidade

Nefronoptise, o que é?

A nefronoptise é uma doença que acomete os rins provocando cistos que danificam o órgão, levando à insuficiência renal. A enfermidade tem fator hereditário e os sintomas surgem no período da adolescência ou no começo da fase adulta. Entre os sintomas estão: sede em excesso e produção de volume da urina anormal. A enfermidade pode provocar pressão alta e felizmente não acomete outros órgãos.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.