in

Auxílio Emergencial: governo fará ‘pente fino’ para definir quem vai receber novas parcelas; como fica?

Benefício teve calendário de pagamentos residuais concluído na última semana de janeiro.

Marcello Casal Jr. - Agência Brasil

Alento dos brasileiros no ano passado, o Auxílio Emergencial está bem próximo de ter a sua  prorrogação oficializada pelo governo federal. Depois de tanto relutar acerca de uma nova rodada de pagamento, o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe de governo vêm sinalizando que o benefício voltará após o período de Carnaval, restando definir o valor a ser pago e o tempo de cobertura. 

Publicidade

De acordo com informações da colunista Ana Flor, do portal G1, o governo federal promoveu um pente-fino nos últimos meses para reduzir pela metade o quantitativo de beneficiários do Auxílio Emergencial. Segundo ela, são 33 milhões de brasileiros cadastrados, incluindo já 14 milhões que estão inscritos no Bolsa Família. 

No início, o Auxílio Emergencial atendeu mais de 65 milhões de brasileiros, já na segunda rodada de pagamentos, com o valor cortado pela metade, o índice caiu para 57 milhões. O cruzamento de dados foram efetuados pelas secretarias de Governo Digital e de Previdência e Trabalho por meio de 11 bases de dados. Ainda segundo Ana Flor, o novo banco de dados deve aprimorar o Bolsa Família. 

Publicidade

Possíveis valores e prazos

Após avançar no ato da extensão do programa, o governo federal tenta alinhar com o Congresso Nacional os novos valores do benefício, bem como o prazo de atendimento. No ano passado, o governo pagou as cinco primeiras cotas de R$ 600, e na prorrogação, efetivada em setembro, fechou mais quatro pagamentos no valor de R$ 300.

Publicidade

Até o momento, a ala econômica chefiada pelo ministro Paulo Guedes, trabalha com a possibilidade da nova fase do ajuda pagar entre R$ 200 a R$ 250 mensal para cada beneficiário por mês. O número de cotas está entre três ou quatro. A expectativa é que 40 milhões de pessoas sejam atendidas na volta do programa. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade