in

Idosa infarta e morre no meio da rua após susto que muita gente também tomaria

Senhora de aproximadamente 70 anos morreu nesta terça-feira (16) em Campo Grande.

Reprodução: Campo Grande News

Uma mulher idosa de aproximadamente 70 anos morreu após sofrer infarto em uma rua do bairro Conjunto José Abrão, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, nesta terça-feira (16). O caso repercutiu entre moradores do local e foi realmente uma fatalidade.

Publicidade

A idosa, que não teve a identidade revelada, cria muitos gatos. Vizinhos chegaram a afirmar ao Campo Grande News que ela gastava parte da aposentadoria para cuidar dos felinos. Na terça, a mulher se assustou quando um cachorro de grande porte saiu de uma casa da rua.

Um homem de 59 anos conta que estava conversando com a idosa quando tudo aconteceu. “Ela ficou com medo do cachorro atacar o gato dela, chegou a pegar um pedaço de madeira, e isso deixou ela muito abalada“, afirmou o homem. Segundo ele, o cachorro não chegou a atacar, mas a mulher ficou muita nervosa com a possibilidade na hora.

Publicidade

Qualquer um no lugar também ficaria nervoso com a situação. O vizinho contou que foi até em casa buscar um copo de d’água para acalmar a idosa. Quando voltou, porém, a mulher estava caída no chão. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros foram acionados.

Publicidade

Quando as equipes de socorro chegaram ao local, a idosa já estava morta. Esta não foi a primeira vez que o cachorro escapou da casa. A idosa, que tinha muito amor pelos animais, não resistiu a tensão naquele momento. Antes de morrer, ela conseguiu deixar o gato que poderia ser atacado pelo cachorro protegido. A morte da senhora deixou os vizinhos abalados com toda a situação.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!