in

Mulher morre após ter reação gravíssima ao pintar cabelo e família toma atitude emocionante

Karine estava internada na UTI de Catalão (GO) desde a última quarta-feira (10), quando passou mal enquanto pintava o cabelo em salão.

G1

Um caso de morte comoveu os moradores de Catalão, em Goiás, nesta semana. Cliente em um salão de beleza do município, a auxiliar administrativa Karine de Oliveira Souza, de 34 anos, apresentou um quadro de reação alérgica grave após pintar o cabelo. Ela deu entrada na Santa Casa de Catalão na última quarta-feira (10), e teve morte cerebral constatada na tarde de ontem (13).

Publicidade

De acordo com a assessoria da unidade hospitalar, os familiares da vítima concordaram com a doação de órgãos de Karine. Uma equipe especializada neste tipo de processo conversou com a família da vítima, para definir os detalhes. Na oportunidade, também foram colhidas amostras para exames.

Segundo informações da Santa Casa, a captação dos órgãos da paciente ainda não foi realizada, uma vez que é necessário aguardar os exames que devem ser concluídos até a próxima segunda-feira (15). Só depois disso, será identificado qual órgão poderá ser doado. 

Publicidade

No início do sábado (13), a unidade hospitalar chegou a confirmar a morte cerebral da vítima, mas poucas horas depois corrigiu a informação, e disse que o primeiro protocolo não foi válido, sendo necessário a repetição. No final da tarde, o óbito por morte cerebral foi confirmado. 

Publicidade

Atendimento

De acordo com a cabeleireira que atendeu Karine, ela começou a passar mal segundo após a aplicação do produto de tintura no cabelo. Em um curto intervalo, ela sentiu formigamentos, e falta de ar. Socorrida pelo Corpo de Bombeiros, a vítima foi internada em estado grave. Inconsciente, a paciente estava entubada e respirava com a ajuda de aparelhos. 

Publicidade

De acordo com a profissional do salão, Karine era cliente do estabelecimento, mas nunca havia pintado o cabelo no local.

Publicidade
Publicidade
Publicidade