in

Sem papas na língua, Bolsonaro responde mulher sobre Auxílio Emergencial: ‘Pede pro governador’

Questionado sobre uma nova rodada do Auxílio Emergencial, Jair Bolsonaro retrucou a mulher sobre quem havia tirado o seu emprego.

Valter Campanato/Agência Brasil 3/2/2020 / Estadão Conteúdo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) causou aglomeração e cobrança por mais parcelas do Auxílio Emergencial, em meio à pandemia da Covid-19, durante uma visita ao litoral de Santa Catarina. Para reuniões políticas e atividades de lazer, Bolsonaro desembarcou neste sábado, 13, em São Francisco do Sul, onde deve permanecer até a próxima terça-feira, 16.

Publicidade

Em sua chegada, o chefe do Executivo parou em diversos pontos para cumprimentar seus apoiadores, que chegaram a causar aglomeração na tentativa de tirar fotos com Bolsonaro. Durante o trajeto, o presidente dispensou o uso de máscara e até chegou a dar a mão a alguns simpatizantes, tirar fotos e pegar crianças no colo. Além de Bolsonaro, diversas pessoas que estavam no momento também não estavam usando máscara.

Retorno do Auxílio Emergencial

Novamente questionado sobre uma nova rodada do Auxílio Emergencial, Bolsonaro voltou a responsabilizar governadores pelo fechamento das atividades econômicas, que acabaram causando uma pressão para que o socorro assistencial retorne.

Publicidade

Ao responder uma mulher que disse estar desempregada em meio à pandemia, Bolsonaro foi direto: “Quem foi que tirou teu emprego?”. Em seguida, o mandatário questiona se o momento estava sendo gravado, mas ressalta “pode gravar”. Bolsonaro diz que, se a mulher quer o auxílio, ela deve pedir a outra pessoa. “Pede para o governador”, disse Bolsonaro.

Publicidade

Em seguida, o chefe do Executivo tenta explicar sua resposta, questionando a mulher quem havia fechado tudo e assim tirado o seu emprego: “Fui eu ou foi o governador?”. Mesmo assim, vale ressaltar que diante do avanço da doença e a falta de uma campanha de vacinação ampla contra a Covid-19, o governo deve retomar com o Auxílio Emergencial em março.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade