in

Laudo aponta causa da morte brutal da adolescente de 14 anos que foi encontrada amarrada em árvore

Ana Kemilly foi localizada em uma área de mata no município de Campo Belo do Sul (SC), na última quarta-feira (10).

Reprodução - G1

O crime de morte contra a adolescente Ana Kemilli, de 14 anos, causou forte comoção dos moradores de Campo Belo do Sul (SC), onde o caso ocorreu, e de toda a população nacional. Desaparecida desde a última segunda-feira (08), a jovem foi localizada dois dias depois, sem vida, amarrada em uma árvore em uma região de mata do município catarinense.

Publicidade

Com as mãos amarradas, a jovem não tinha nenhum sinal de violência ou violência sexual evidente. Na noite desta sexta-feira (12), após o sepultamento da vítima, o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) informou, por meio de nota, que a morte de Ana Kemilli, se deu por estrangulamento. 

Decisão da Justiça 

Ainda na nota, a Justiça determinou a internação provisória de jovem de 15 anos, suspeito na ação criminosa, e que chegou a se apresentar à polícia na última quinta-feira (11), confirmando envolvimento na morte da adolescente. A decisão foi proferida pela juíza Jadna Pacheco dos Santos Pintes, representante da Comarca de Campo Belo do Sul. 

Publicidade

O garoto que havia sido liberado após depoimento às autoridades, onde se limitou apenas a confessar a participação e não revelou motivações, deve ser encaminhado para o Dease (Centro Socioeducativo Regional de Lages). 

Publicidade

Logo após o depoimento do suspeito, a Polícia Civil solicitou à Justiça a apreensão do jovem, mas ainda dependia da autorização judicial. 

Publicidade

Comoção 

O sepultamento de Ana Kemilli foi realizado na manhã desta sexta-feira (12), no Cemitério Municipal de Campo Belo do Sul. De acordo com familiares, cerca de 400 pessoas acompanharam a cerimônia. Abalados com a perda e a brutalidade do crime, os presentes pediram Justiça, para que os responsáveis sejam condenados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade