in

Homem que enterrou esposa no quintal afirma que mantinha relacionamento com enteada; adolescente é investigada

Fabrício Buim Arena Belinato enterrou a esposa e a enteada no quintal da residência onde a família morava.

UOL | Divulgação

O assassinato de Cristiane Pedroso, e da filha, Karoline Vitória, segue ganhando novos desdobramentos. De acordo com o site UOL, Fabrício Buim Arena Belinato foi indiciado pela morte da esposa e da enteada, além de responder por ocultação de cadáver e estupro de vulnerável. Mãe e filha foram mortas e tiveram os corpos enterrados no quintal na casa onde a família residia.

Publicidade

Cristiane também era mãe de uma adolescente de 16 anos, que permaneceu morando com o padrasto após o desaparecimento da mãe. Aos vizinhos e familiares, Fabrício contou a versão de que a esposa teria abandonado a filha de 16 anos para ir morar com outro homem. Porém, a polícia não acreditou na história, e resolveu investigar o desaparecimento de Cristiane a fundo.

Ao retornarem à casa da família na cidade de Pompeia, em São Paulo, observaram um contra piso de concreto que aparentava ser recente. Ao escavarem o local, encontraram o corpo da mulher de 36 anos. A adolescente de 16 anos estava na casa no momento da operação, e apontou à polícia o local onde a irmã de 9 anos estaria enterrada.

Publicidade

A polícia segue investigando a participação da adolescente no crime. Ainda segundo o site UOL, o delegado regional Wilson Frazão contou detalhes sobre o depoimento de Fabrício. “Ele disse que o casal não estava bem e que já mantinha relacionamento com a enteada, que não gostava da mãe”, contou a autoridade policial.

Publicidade

Durante as investigações, a polícia constatou que padrasto e enteada iam juntos às agências bancárias para movimentar a conta de Cristiane. Fabrício contou, ainda, que a menina de 9 anos foi morta foi questionar sobre a ausência da mãe. A adolescente de 16 anos nega que tenha se envolvido amorosamente com o padrasto.

Publicidade
Publicidade
Publicidade