in

Delegado diz que adolescente suspeita de ajudar padrasto a matar mãe e irmã era apaixonada por ele

Mãe e filha foram enterradas no quintal da residência onde a família morava.

G1 | Divulgação

Um crime bárbaro ocorrido na cidade de Pompeia, São Paulo, chocou moradores da região. Uma jovem de 16 anos foi apreendida sob suspeita de ajudar o padrasto, Fabrício Buim Arena Belinato, de 36 anos, por quem estaria apaixonada, a executar a própria mãe e a irmã. De acordo com o site G1, o delegado responsável pela investigação, Cláudio Anunciato Filho, afirma que a adolescente tinha problemas com a mãe.

Publicidade

Ainda segundo divulgação sobre as investigações do delegado, a menina teria se apaixonado pelo padrasto e iniciado o plano de ceifar a vida da mãe, Cristiane Pedroso dos Santos Arena, de 34 anos. O crime bárbaro teve continuidade com a morte da irmã, Karoline Vitória dos Santos Guimarães, de 9 anos, que teria sido morta ao perguntar sobre o paradeiro da mãe.

Mãe e filha foram enterradas no quintal na casa onde a família morava. Após quase 3 meses de desaparecimento, os corpos foram localizados na última segunda-feira (2) sob forte comoção de moradores locais. O padrasto foi preso pela polícia na última segunda (8).

Publicidade

O delegado afirma, ainda, que o suspeito assassinou a esposa, porque a enteada não gostava da mãe, e, em seguida, assassinou a filha da vítima para que o crime não fosse descoberto. Segundo as investigações, padrasto e enteada estavam apaixonados.

Publicidade

De acordo com o delegado, em depoimento, Fabrício acabou confessando o assassinato de mãe e filha. O suspeito confirmou manter relações com a adolescente, filha e irmã das vítimas, desde o ano de 2019, quando ela tinha apenas 15 anos; e se apaixonou por ele. Além de duplo homicídio, Fabrício também responderá por estupro de vulnerável.

Publicidade

Publicidade