in

Acusado de matar ex-namorada com golpes de facão afirma que o vilão ‘Coringa’ é o assassino; detalhe impacta

Homem foi até emissora de TV antes de se entregar às autoridades nesta quarta-feira (10).

Tribuna Online

Acusado de assassinar de forma cruelmente a ex-namorada Luana Demonier, de 25 anos, com golpes de facão na noite da última terça-feira (09), em Cariacica, no Espírito Santo, Rodrigo Pires Rosa, de 38 anos, se entregou à polícia um dia após praticar o bárbaro.

Publicidade

Antes porém, ele procurou a Rede Tribuna de Comunicação, emissora de TV do Espírito Santo, para dar sua versão do caso, e afirmou que o autor do crime seria o “Coringa”, vilão das histórias do herói Batman.

Ainda na conversa com os integrantes da imprensa, Rodrigo disse que a filha dele com Luana, que acabou morrendo com poucos meses de vida em função de problemas de saúde, chamava pela mãe todos os dias. 

Publicidade

Com este relato feito, o homem se dirigiu até a Delegacia de Polícia, situada na Praia do Canto. Na sequência foi levado para um interrogatório na Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM) de Cariacica, onde confessou ter cometido o crime. 

Publicidade

“Comigo todos os dias”

Por fim, Rodrigo voltou a reiterar que o Coringa era o autor do crime e que o vilão “está com ele” todos os dias. 

Publicidade

Questionado pelas autoridades se o vilão deveria pagar pelo crime que fez, o acusado não hesitou “tem que pagar sim”. 

O crime de morte contra Luana Demonier comoveu o país. A jovem de 25 anos, que tinha uma medida protetiva contra o ex-namorado, chegava do trabalho, quando a cerca de uns 200 metros de casa foi abordada por Rodrigo, que após uma conversa inicial, sacou um facão e desferiu quase 20 golpes, ceifando a vítima da jovem. 

Um vídeo divulgado pela DHPM mostra ação criminosa e bárbara de Rodrigo Pires, que sai correndo na sequência. Pouco antes do crime, uma viatura da polícia chega a passar pelo local.

Publicidade
Publicidade