in

Irmã da jovem de 25 anos assassinada pelo ex relata desespero da vítima: ‘Gritou por socorro’

Luana foi cruelmente assassinada pelo ex-namorado na noite da última terça-feira (09), em Cariacica (ES).

Reprodução - Instagram

O caso de feminicídio praticado contra a jovem Luana Demonier, de 25 anos, chocou o país e tem causado forte comoção. Retornando do trabalha na noite da última terça-feira (09), a mulher foi surpreendida pelo ex-namorado, que acompanhou em uma rua, e sacou um facão aplicando quase 20 golpes de forma fria e cruel.

Publicidade

O homem identificado como Rodrigo Pires Rosa, se entregou à polícia um dia depois. Depois de negar a autoria do crime, ela confessou ter sido o assassino da ex-namorada, com que viveu por cerca de um ano, e chegou a ter um filho com ela, mas a criança morreu ainda bebê, por conta de um problema de saúde.

O crime bárbaro praticado contra Luana chocou até mesmo policiais acostumados com casos bárbaros.

Publicidade

Na noite da última quarta-feira (10), a Delegacia de Homicídio e Proteção à Mulher (DHPM) divulgou um vídeo de uma câmera de monitoramento onde a ação criminosa foi registrada. As imagens são fortes e foram borradas para preservar os familiares da vítima. No registro, o acusado aparece ao lado de Luana caminhando, e após uma suposta discussão desembrulha um facão e golpeia a jovem por diversas vezes, fugindo na sequência.

Publicidade

Desespero

Em entrevista ao portal Tribuna Online, a irmã de Luana, que pediu para não ser identificada relatou que a mãe delas aguardava por Luana, como fazia todos os dias. Como o crime bárbaro foi próximo da residência onde ela morava, os pedidos de socorro foram ouvidos.

Publicidade

“Minha mãe sempre acompanhava ela no ponto de ônibus, mas ontem (terça) ela não avisou que tinha chegado. Na hora do crime, a uns 200 metros de casa, ela gritou por socorro. A minha mãe estava no portão”, disse a irmã da vítima.

Publicidade
Publicidade
Publicidade