in

Jovem brutalmente assassinada recebeu mensagem ameaçadora do ex minutos antes do crime; detalhes comovem

Crime aconteceu na noite da última terça-feira (09), quando Luana chegava em casa.

Reprodução - Instagram

Um crime bárbaro de feminicídio foi registrado na noite da última terça-feira (09), em Cariacica, no Espírito Santo. Retornando de mais um dia de trabalho, a jovem Luana Demonier, de 25 anos, foi assassinada a facadas quando estava bem próxima de chegar em sua residência. O suspeito da ação criminosa é o ex-namorado dela, que se entregou às autoridades nesta quarta-feira (10).

Publicidade

Luana possuía uma medida protetiva contra o ex e diariamente era aguardada em sua casa por uma viatura da polícia.

Ameaças

Horas antes do crime acontecer, Luana chegou a enviar um áudio em grupo de aplicativo de mensagens, relatando que havia sido perseguida pelo ex durante a parte da manhã. 

Publicidade

A mensagem foi enviada a outras duas ex-mulheres do mesmo suspeito, que também o acusam de ameaças e violência. Todas tinham medidas protetivas contra ele. 

Publicidade

“Eu não ia contar nada para vocês, porque estou resolvendo com os policiais da Maria da Penha (referência à Lei Maria da Penha, que prevê punições em casos de violência doméstica), mas o Rodrigo me perseguiu hoje de manhã de novo”, disse Luana no áudio.

Publicidade

Minutos antes de ser assassinada, Luana recebeu uma mensagem do ex-companheiro afirmando que mataria ela naquela noite. Retornando para casa, a jovem acabou sendo surpreendida, e foi golpeada ao menos 15 vezes pelo suspeito, que se evadiu do local.

Morte da filha

Luana chegou a ter um bebê com o suspeito do crime, mas a criança morreu com poucos meses de vida. Segundo relatos de familiares, desde então, a jovem passou a ser ameaçada pelo ex-companheiro, que logo após o nascimento da filha a abandonou. 

Para homenagear a filha, Luana chegou a fazer uma tatuagem, e regularmente fazia publicações nas redes sociais com foto da criança. 

Publicidade
Publicidade