in

Aflição, desespero e medo: amigos que morreram em viagem de lancha clamaram por socorro

Eles viajavam do Rio de Janeiro para Fortaleza e acidente em alto mar foi fatal.

Reprodução: Globo

Ricardo, Domingos, Guilherme, Cláudio e Wilson eram os amigos que estavam em uma lancha que viajaria do Rio de Janeiro para Fortaleza. Ricardo era o dono da embarcação, que foi comprada em 2020. Em 2020, ele terminou de pagar e tinha o sonho de viajar do Rio de Janeiro para Fortaleza.

Publicidade

Ao lado dos quatro amigos, ele começou a realizar o sonho no dia 26 de janeiro, quando deixou um iate clube do Rio de Janeiro. Dias depois, uma tragédia acabaria com o sonho de todo o grupo. Reportagem do Fantástico contou detalhes do ocorrido.

No dia 30 de janeiro, quatro dias depois de terem iniciado a viagem, o comandante de uma embarcação que estava no Porto de Açu, litoral norte do Rio de Janeiro, recebeu um pedido de socorro pelo rádio. Os amigos estavam desesperados.

Publicidade

Publicidade

“A gente está dando máquina aqui, mas está entrando muita água e o motor vai parar”, relatou o comandante sobre o que ouviu dos amigos que estavam em alto mar, vivendo momentos de aflição e medo por causa da lancha que não funcionava corretamente. Desde que saíram do iate clube, problemas já haviam ocorrido e eles tiveram que consertar.

Publicidade

“A próxima comunicação foi que a água já tinha tomado conta de tudo, o motor estava parado. Aí eu comecei a dar chamada geral a todas as embarcações na região de São Tome. ‘Vamos fazer atenção, tem uma lancha afundando’, afirmou o comandante. Quatro corpos foram encontrados. Dois deles já foram identificados. Um era de Ricardo Kirst e outro de Wilson Martins dos Santos. A Marinha segue com as buscas na região para encontrar o último corpo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!