in

Idosa com Covid-19 sofre ferimentos após cair de leito de hospital; família denuncia negligência: ‘Um absurdo’

Hospital só informou sobre queda da aposentada após uma das filhas notar os ferimentos na mãe.

G1

Internada com Covid-19, a idosa Marcelina Braga Dias, de 88 anos, acabou caindo de um leito no Hospital Pronto Socorro 28 de Agosto, em Manaus, na última semana, e o caso revoltou familiares. Indignados com o acontecido, eles denunciaram que a aposentada foi vítima de negligência na unidade. Na queda, a paciente sofreu ferimentos na cabeça.

Publicidade

Diante do ocorrido, familiares da idosa registraram um boletim de ocorrência no 19º Distrito Integrado Policial (DIP). No local foi solicitado um exame de corpo de delito.

Em nota divulgada ao público, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) lamentou o incidente e afirmou que Marcelina Braga tem quadro clínico estável, e vem sendo cuidada com compressa fria e curativo no local do ferimento. 

Publicidade

A aposentada está internada em uma Sala Rosa, espaço destinado a casos graves da Covid-19. Segundo familiares, uma das filha de dona Marcelina notou os ferimentos na cabeça da mãe, além de inchaço e sangramento na região, e prontamente foi pedir uma explicação sobre o que teria acontecido, foi quando a unidade hospitalar confirmou a queda da paciente. 

Publicidade

De acordo com a família da idosa, um exame de tomografia foi realizado após o ocorrido, mas o resultado não foi divulgado. Os parentes da paciente solicitaram exames detalhados para avaliar se houve algum tipo de lesão interna, mas o pedido não foi acatado, segundo os relatos. 

Publicidade

Desabafo

Em entrevista ao G1, a neta de dona Marcelina, Karina Braga, mostrou a indignação da família com o caso. Ela revelou que foi solicitado também os prontuários da paciente, mas a unidade hospital teria se negado a entregar os documentos, e não deu nenhum tipo de amparo. 

“Isso é um absurdo, uma idosa, doente, utilizando oxigênio levar uma queda por um descuido”, desabafou Karina.

De acordo com a família, a aposentada não consegue pronunciar muitas palavras, se limitando a apontar para a cabeça e pernas, e confirma que está sentindo dores. 

Pronunciamento

A Secretaria de Saúde da capital manauara disse que a direção da unidade hospitalar alega ter atendido a paciente prontamente após a queda, e os exames realizados não apresentaram nenhum tipo de fratura ou sangramento intracraniano. 

Publicidade
Publicidade