in

Mãe é presa suspeita de amarrar filha de 3 anos com fios de TV; caso gera revolta e comove policiais

Menina foi resgatada no início da manhã do último sábado (06), em residência situada na Zona Leste de São Paulo.

Divulgação - PM

Após o caso do menino de 11 anos que vivia acorrentado em um barril, em Campinas, mais uma ocorrência de maus-tratos contra criança foi registrada na manhã deste sábado (06), em São Paulo. Diante de uma denúncia anônima, uma equipe da Polícia Militar conseguiu resgatar uma menina de 3 anos, na Zona Leste da capital paulista.

Publicidade

Segundo as autoridades, houve uma denúncia durante a madrugada afirmando que a criança chorava muito em casa. Uma equipe foi até o local, e após entrarem pela janela da residência, os agentes encontraram uma menina amarrada com fios de televisão. Ação que foi feita pela própria mãe da criança.

Responsável por atender a ocorrência com sua equipe do 19º Batalhão de Polícia Militar, o tenente Dicico relatou que a criança possuía queimaduras no corpo, que aparentemente, teriam sido feitas com o uso de um cigarro. 

Publicidade

Os vizinhos informaram que a criança mora com a mãe e um homem, mas não souberam dizer se este é o pai da menina, ou apenas namorado da mulher. 

Publicidade

Resgatada pelos policiais, a menina estava sozinha e com muito medo. Ao lado dela havia um brinquedo. A garota foi socorrida e alimentada pela equipe.

Publicidade

Prisão

Depois de algumas horas de buscas, a Polícia Militar conseguiu prender a mãe da criança. A mulher, suspeita do crime de maus-tratos, foi localizada no final da tarde do último sábado (06), em uma conveniência de um posto de combustível. 

Se autuada, ela pode responder por abandono de incapaz, lesão corporal e tortura. 

O caso registrado no 66º DP (Distrito Policial), no Vale do Aricanduva segue sob investigação das autoridades. De acordo com relatos de vizinhos, a mulher costumava abandonar a filha constantemente para sair à noite.

Publicidade
Publicidade
Publicidade