in

Homem morre em grave acidente quando ia comprar carne para seu aniversário e esposa comove com desabafo

Jair e amigo estavam indo às compras para o churrasco quando foram brutalmente atingidos por outro carro que seguia em alta velocidade.

Foto: Henrique Kawaminami / Campo Grande News

O que tinha para ser um dia de festa se tornou um grande pesadelo para a família de Jair Fernandes Pereira. Residente em Campo Grande, ele morreu em um acidente de trânsito nesta quinta-feira (04), no dia em que estava completando 49 anos de vida. Acompanhado de um amigo, que também acabou morrendo na colisão, Jair tinha saído de casa para comprar a carne do churrasco da sua comemoração.

Publicidade

Os amigos seguiam na Avenida Guaicurus, na capital sul-mato-grossense, quando foram atingidos fortemente por outro veículo que seguia em alta velocidade. Jair e Mauro Jorge Pereira Nantes, de 54 anos, não resistiram aos ferimentos e morreram no local da batida. 

De acordo com informações de familiares das vítimas, o veículo que bateu no carro das vítimas estava em rota de fuga.

Publicidade

O automóvel que provocou o acidente era conduzido por Vinícius Oliveira Gonçalves, de 20 anos, ele estava acompanhado de uma mulher, que não teve a identidade revelada. Segundo informações, essa mulher estaria sendo perseguida por um ex-namorado em uma motocicleta. Para despistar o ex, o jovem acelerou demais e bateu contra o carro de Jair e Mauro.

Publicidade

Vinícius foi preso e autuado em flagrante e responderá por homicídio doloso, quando há a intenção de matar. O jovem será submetido a uma audiência de custódia, para saber se poderá responder o processo em liberdade. 

Publicidade

Pedido de Justiça

Enquanto os dois corpos eram removidas das ferragens, a esposa de Jair, Iraci Siscati, de 56 anos, pediu justiça. 

“Que esses infelizes paguem por tudo”, desabafou ela. 

Revolta por demora

O acidente ocorreu por volta das 9h da última quinta-feira (04), contudo, somente três horas depois foi que o Instituto de Criminalística chegou ao local da ocorrência, o que deixou familiares das vítimas revoltados.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do MS disse que o atraso se deu pelo fato de haver outro acidente simultâneo a esse na saída para a cidade de Sidrolândia. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade