in

Volta do Auxílio Emergencial pode acontecer com apoio destes deputados

Com eleição na Câmara dos Deputados, candidatos à presidência podem acelerar retorno do auxílio.

Reprodução/UOL

O retorno do Auxílio Emergencial é esperado por milhões de brasileiros, por conta da profunda crise financeira causada pelo desemprego e sobretudo pela pandemia do coronavírus. E, como existem projetos na Câmara dos Deputados para uma extensão do benefício, os candidatos à presidência da casa legislativa podem ajudar num possível retorno do programa.

Publicidade

Em entrevista ao G1, alguns candidatos falaram sobre se apoiam ou se são contrários a uma extensão do auxílio.

Alexandre Frota – PSDB

O deputado federal considera que o auxílio emergencial precisa ser prorrogado até o final de 2021 e que o valor de R$ 600 fez toda a diferença para os mais pobres: “A pandemia fez um estrago enorme na vida do povo brasileiro, econômica, social e emocionalmente”. Candidato à presidência da Câmara, Frota não tem apoio formal de nenhum partido.

Publicidade

Arthur Lira – PP

O candidato defende um novo programa que respeite o teto de gastos, portanto, em sua visão seria um programa diferente do auxílio de R$ 600: “Defendo a criação de um programa novo, respeitando o teto de gastos, dentro do novo Orçamento”.

Publicidade

Baleia Rossi – MDB

O candidato deseja prorrogar ou aumentar o Bolsa Família, mas não deseja comprometer as contas públicas. Perguntado, ele não citou que deseja uma extensão do Auxílio Emergencial.

Publicidade

Fábio Ramalho – MDB

Deseja prorrogar o benefício em forma de auxílio alimentação e auxílio gás, para evitar desvios irregulares do programa. Sua candidatura não tem apoio formal de partidos.

General Peternelli – PSL

Candidato avulso, sem apoio de partidos, Peternelli afirma que o auxílio precisa ser discutido, mesmo que por um valor menor e por um prazo determinado: “Devemos ter certeza que o país prestará auxílio aos que necessitam e que estabelecerá um programa de renda mínima”.

Erundina – PSOL

Defende a manutenção do auxílio de R$ 600:É uma medida extremamente necessária, ainda mais agora com o agravamento da crise”.

Marcel van Hatten – Novo

É contra a prorrogação: “O caminho é a retomada econômica por meio de reformas estruturantes e reformulação dos programas sociais existentes”. O candidato André Janones, do Avante, não se posicionou.

A eleição para a presidência da Câmara acontecerá nesta segunda (1º) e marcará a saída de Rodrigo Maia do cargo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Matheus Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.