in

Corpos de vítimas da Covid-19 ficam empilhados em hospital de Roraima e cena causa forte comoção: ‘Pavoroso’

Secretaria de Saúde se pronunciou sobre o vídeo que viralizou nas redes sociais nas últimas horas.

Reprodução

A pandemia do coronavírus segue assolando a população em uma escala arrebatadora nas últimas semanas. No norte do país, o cenário de segunda onda de transmissão já se faz presente.

Publicidade

Nesta sexta-feira (29), um vídeo se tornou viral nas redes sociais onde mostra corpos acumulados no necrotério do Hospital Geral de Roraima (HGR), em Boa Vista. Diante da pandemia, a unidade hospitalar passou a atender exclusivamente casos de infecção da Covid-19.

Nas imagens divulgadas é possível ver ao menos 12 corpos ensacados em uma sala e um corredor do HGR. Em todo o estado de Roraima, a unidade é a única que trata casos mais graves da doença, que já vitimou mais de 220 mil brasileiros em um intervalo de menos de um ano. 

Publicidade

O vídeo em questão foi gravado na última quinta-feira (28), quando o estado havia registrado seis mortes e outras 74 estavam sob investigação. As informações foram divulgadas através de um boletim emitido pela Secretaria de Saúde (Sesau).

Publicidade

Nas imagens, a pessoa aparece mostrando o cenário caótico e desabafa sobre a situação.

Publicidade

Meu Deus do céu, um negócio pavoroso, gente. Um negócio pavoroso e ainda tem mais no corredor. Esses aqui são só… e tem mais para trazer daqui a pouco. Não tem mais o que se fazer mais”, diz autor do vídeo, na gravação.

Sesau nega

Procurada pela reportagem do portal G1, a Secretaria de Saúde de Roraima alegou que as imagens não “condizem com a realidade de mortos registrados em Roraima“, contudo, não deu explicações porque os corpos se encontravam acumulados no necrotério. 

Segundo a última atualização divulgada, o estado de Roraima acumula mais de 73 mil casos de infecção pela Covid-19 desde o início da pandemia. O número de mortes é de 849. Vivenciando um cenário de calamidade no sistema de saúde, o HGR voltou ter 100% dos leitos de UTI para o coronavírus ocupados nesta sexta-feira (29). 

Publicidade
Publicidade