in

Existe limite de cesáreas que o corpo suporta? Especialista explica riscos e se existe um número de procedimento permitido

Especialista explica que o procedimento deve ser indicado quando mãe e filho correm algum tipo de risco.

Vix

A cesariana é extremamente importante, pois é um recurso usado quando o parto normal pode colocar em risco a vida da mamãe e do bebê. No entanto, muitas dúvidas cercam o procedimento que é, na verdade, uma cirurgia. Muitas mulheres não sabem se existe uma quantidade de cesáreas ao qual pode ser submetida, ou seja, será que existe um limite que o corpo da mulher pode suportar?

Publicidade

A resposta para essa pergunta é que depende. De acordo com a especialista Mariana Rosário, que é mastologista, ginecologista e obstetra, não existe um limite calculado, mas a partir do terceiro procedimento a paciente acaba ficando exposta a riscos maiores de complicações. Diante disso, a profissional ressaltou que existem vários perigos que cercam a repetição de cesarianas na mesma paciente.

Um deles é a possibilidade de aderências no abdômen e lesões na bexiga, já que ela vai subindo de acordo com as cirurgias que são realizadas. “Há também risco do músculo do abdômen não suportar o procedimento, dependendo do preparo e do estado nutricional da paciente. Isso pode acontecer em casos onde o músculo é muito fraco e acaba rompendo ao unirmos ele no centro”, explicou a profissional.

Publicidade

A médica ainda falou sobre a possibilidade de uma ruptura uterina, que é uma complicação grave que pode ocorrer antes do parto. Ela explicou que o útero vai afinando entre um procedimento e outro, por isso pode romper na região da cicatriz podendo levar o bebê a morte.

Publicidade

A profissional ainda falou sobre o risco de hemorragia ser maior durante o procedimento cirúrgico. Isso pode acabar ocorrendo em alguns casos pelo alto número de intervenções cirúrgicas e o útero pode não conseguir mais contrair como deve, colocando em risco a vida da mãe.

Publicidade

Por isso, especialista fez questão de ressaltar o quanto o parto normal é mais fisiológico e a cesárea precisa ter uma indicação, quando realmente for necessário.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.