in

Reserva ovariana é fundamental para a mulher que deseja engravidar; o que é e como é medida

Entenda o que é essa reserva e a sua importância para a mulher que deseja ter um filho.

Bebemamãe

Nos dias atuais é cada vez mais comum que as mulheres deixem para ter filhos um pouco mais tarde. Já que priorizam primeiro os estudo, a carreira e ter uma estabilidade financeira. No entanto, é importante frisar que existe uma determinada reserva ovariana que reduz a cada ciclo menstrual da mulher. Desta maneira, isso vai interferindo na fertilidade feminina com o passar dos anos.

Publicidade

O fato é que provavelmente muitas mulheres não tem conhecimento disso. Para poder compreender melhor sobre o tema, esse artigo vai abordar como é realizada a medição da reserva ovariana. Mas, afinal de contas o que é a reserva ovariana? É, na verdade, a quantidade de folículos presentes nos ovários.

A cada ciclo da mulher, aproximadamente mil folículos acabam sendo liberados e apenas um óvulo amadurece. Aqueles que não se desenvolvem acabam sendo eliminados pelo organismo. Diferente dos homens cuja produção de espermatozoides acontece durante a vida toda, a quantidade de folículos da mulher reduz com o passar do tempo.

Publicidade

Isso quer dizer que se a mulher pretende ter um filho vai precisar de uma boa reserva ovariana. Com a redução dos óvulos, ter uma gestação vai ficando cada vez mais difícil. Outro detalhe importante é que os últimos óvulos que são liberados tem probabilidade maior de ter problemas, ou seja, defeitos genéticos. Isso pode favorecer abortos espontâneos.

Publicidade

A partir dos 30 anos o ideal que a mulher faça exames para poder identificar a vida útil dos óvulos, para poder ter uma gravidez tranquila e saudável. Para avaliar a reserva a mulher pode se submetida a alguns  exames como o ultrassom transvaginal, a dosagem dos níveis de FSH, exame de AMH – hormônio antimulleriano e biópsia ovariana.

Publicidade

Quando a mulher for diagnosticada com uma quantidade reduzida de fólicos a recomendação em geral é realizar a fertilização in vitro. Vale lembrar que também é uma opção fazer o congelamento dos óvulos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.