in

Mãe de menino de 2 anos que morreu após engasgar com brinquedo clamou pela vida do filho: ‘Eu imploro’

Pequeno Luiz Otávio permaneceu 12 dias internado em um leito de CTI, mas não resistiu.

G1

Depois de quase duas semanas lutando pela vida, o pequeno Luiz Otávio Aquino Madureira, de 2 anos, acabou não resistindo e morreu na última quinta-feira (28). O garotinho residente em Montes Claros, Minas Gerais, estava internado há 12 dias após ter se engasgado com uma peça de um brinquedo. A morte cerebral foi confirmada pelo Hospital Santa Casa do município. 

Publicidade

Em gesto de ação ao próximo, a família de Luiz autorizou a doação dos órgãos dele para que outras vidas possam ser salvas.

Pai do garoto, Charles Madureira publicou um vídeo emocionante nas redes sociais, informando o falecimento do filho, e fez questão de agradecer as correntes de oração feitas por centenas de pessoas em prol da recuperação de Luiz.

Publicidade

O acidente e desabafo da mãe

Luiz Otávio estava na casa da avó com a mãe, Isabela Aquino, quando o trágico acidente ocorreu. Após ele sugar a peça de um brinquedo, a mãe tentou retirar o objeto, mas ele já estava fundo. Diante disso, ela mesmo com a ajuda do irmão correu com o menino para buscar socorro.

Publicidade

Inicialmente, Luiz foi internado no Hospital Aroldo Tourinho. Em estado grave, ele chegou na unidade sem batimentos cardíacos. Após processo de reanimação, a criança recobrou os sentidos, mas seguiu em estado delicado, sendo encaminhado para uma CTI da Santa Casa de Montes Claros, onde realizou um procedimento cirúrgico para a remoção da peça do brinquedo. Nos últimos dias, o menino não reagiu diante da medicação, tendo morte encefálica constada. 

Publicidade

Bastante emocionante, Isabela Aquino chegou a suplicar a Deus que o filho não morresse, e o desabafo comoveu bastante. 

“Quando o Luiz desfaleceu, falei para Deus: ‘O Senhor não pode tirar ele de mim, porque ele foi um presente. Eu demorei um ano e oito meses para engravidar dele. Não deixe meu filho morrer, eu imploro’. Eu me desesperei”, afirmou Isabela Aquino, horas depois do acidente.

Publicidade
Publicidade
Publicidade