in

Mourão relata falta de diálogo com Bolsonaro e diz não se ver na chapa em 2022

Em conversa com a CNN Brasil, Mourão admitiu a falta de diálogo com o presidente Jair Bolsonaro e disse que isso atrapalha o seu trabalho.

Agência Brasil

Em conversa com à CNN Brasil, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou estar sentindo falta de manter um diálogo frequente com o presidente da República, Jair Bolsonaro. Segundo o general, a conversa entre ele e Bolsonaro são espaçadas, o que acaba o impedindo de saber como agir em determinados momentos. “Não há conversas seguidas entre nós”, afirmou Mourão, ressaltando que quando elas existem “são bem esporádicas”. Questionado, o general ainda ressaltou fazer falta o diálogo com o presidente até para que ele entenda o que precisa fazer em alguns momentos.

Publicidade

Além disso, Mourão também disse considerar difícil que Bolsonaro o convide para ser vice-presidente da sua chapa em 2022, contudo, caso isso aconteça ele diz que terá que discutir com o mandatário sobre os termos da relação.

Teríamos de ter uma conversa”, ressaltou Mourão, afirmando não ser candidato a nada.

Publicidade

E mais, ainda à CNN, o vice-presidente afirmou que não concorrerá contra o atual presidente “em hipótese alguma”. Mourão ressalta ter sido militar por 46 anos, e comandado tudo que pudesse comandar, por isso, afirma que a “mosca azul” não o pica de jeito nenhum.

Publicidade

Ainda durante conversa com os analistas políticos Igor Gadelha e Basília Rodrigues, Mourão afirmou que a falta de diálogo com o presidente também acaba o deixando mais distantes dos bastidores das eleições para presidente do Senado e da Câmara. Mesmo assim, o general diz que sejam quais forem os vencedores, eles não criaram obstáculos para o governo Bolsonaro, isso porque não fazem oposição ao Planalto.

Publicidade

Publicidade
Publicidade