in

Casal tirou foto antes de morrer em acidente de ônibus que matou 19; filhos deles também estão entre os mortos

Acidente aconteceu na manhã desta segunda-feira (25); coletivo tinha Balneário Camboriú como destino.

PRF - Divulgação

O trágico acidente ocorrido na manhã da última segunda-feira (25), na BR-376, em Guaratuba, no Paraná, devastou dezenas de famílias e comoveu o país. O ônibus, que tinha como destino a cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, acabou perdendo o freio no trecho chamado de “Curva da Santa”, e tombou em uma ribanceira, vitimando 19 pessoas e deixando outros 33 feridos.

Publicidade

Entre as vítimas fatais do acidente estava a família do vendedor Antônio Carlos Teixeira Lima, de 41 anos. Disposto a buscar horizontes melhores, ele embarcou com a esposa e os dois filhos na última sexta-feira (22) em Belém, rumo à Joinville (SC). Além dele, a esposa Geovana Cristina Serra, de 23 anos, e dois filhos, um adolescente de 14 anos, e uma bebê de 7 meses, morreram no acidente. 

Segundo familiares em entrevista ao portal UOL, Antônio e o restante da família efetuaram o último contato no domingo (24), quando ele enviou uma foto com a cabeça escorada no ombro da esposa, dentro do ônibus. 

Publicidade

“Ele quis mudar para Santa Catarina em busca de trabalho para ter uma renda melhor e ajudar mais a família”, disse um familiar da vítima. 

Publicidade

As autoridades continuam investigando as circunstâncias que levaram ao trágico acidente. Em depoimento à polícia, o motorista do ônibus disse que o veículo apresentou falha nos freios antes da “Curva da Santa”. Ele disse ter procurado alternativas de contornar o cenário, mas não conseguiu evitar o pior. Após ser ouvido, ele foi liberado. 

Publicidade

No relato, o condutor disse que o coletivo passou por três mecânicos para revisão antes de viajar. A empresa dona do ônibus afirmou que o veículo estava fretada para uma terceira pessoa. 

Publicidade
Publicidade