in

Governo Bolsonaro gastou R$ 15 milhões com leite condensado e deputado ameaça ‘CPI da Barriga Cheia’

Segundo dados levantados pelo Metrópoles, em 2020, o governo de Jair Bolsonaro gastou R$ 1,8 bilhão em produtos de supermercado.

Tomaz Silva/Agência Brasil

O governo de Jair Bolsonaro (sem partido) gastou mais de R$ 15 milhões com leite condensado em 2020. A informação foi levantada e divulgada pelo portal Metrópoles no último domingo, 25.

Publicidade

De acordo com os dados divulgados, foram exatos R$ 15.641.777,49 gastos apenas com o produto. Contudo, esse dado não seria impressionante aos olhos do governo Bolsonaro, já que apenas em seu primeiro ano, em 2019, a equipe gastou R$ 26 milhões com o item.

E não é apenas o gasto com leite condensado que chama a atenção nos dados divulgados pelo portal. De acordo com o divulgado, o governo de Bolsonaro gatou R$ 13,4 milhões em barra de cereal, R$ 16,5 milhões em batata frita embalada, R$ 21,4 em iogurte natural, R$ 12,4 milhões em ervilha em conserva, além de R$2.203.681 apenas em goma de mascar.

Publicidade

Após a divulgação dos dados, o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) anunciou que irá pedir a instauração na Câmara de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que, segundo ele, poderá se chamar “CPI da Barriga Cheia”, para que seja investigado o gasto de um total de R$ 1,8 bilhão com produtos de supermercados pelo governo do atual presidente.

Publicidade

“O que é isso? É um estoque”, começou o deputado. Ressaltando o gasto absurdo com leite condensado, ele questionou se “acabou a mamata?”, e afirmou que, com certeza, farão a CPI da Barriga Cheia. Além disso, ele também relata que entrará com o pedido ainda nesta terça-feira, 26.

Publicidade

Com base no Painel de Compras, estimasse um aumento de 20% nas compras feitas pelo governo.

Publicidade
Publicidade