in

Caixão com corpo de homem cai em estrada na Bahia: ‘risco biológico classe III Covid-19’

Caixão caiu sem que motorista da funerária percebesse o que aconteceu.

Reprodução: G1

O corpo de Misael Vieira da Silva estava sendo levado pelo carro funerário do Hospital Geral do Oeste, em Barreiras, para Correntina. Ambas as cidades ficam no estado da Bahia e estão separadas por uma distância de 166 quilômetros. Na estrada que liga Correntina e São Desidério, algo curioso aconteceu.

Publicidade

O caixão caiu do veículo funerário e o motorista não percebeu o que havia acontecido. O caixão e corpo foram encontrados por algumas pessoas que estavam no local. O motorista só percebeu o que havia acontecido quando chegou ao destino da viagem.

Junto ao caixão havia algumas informações como o número de telefone da funerária e uma etiqueta do hospital de onde ele havia saído. O corpo estava dentro de um saco plástico e havia um alerta na parte de fora: “risco biológico classe III Covid-19”, dizia um pequeno cartaz colado no plástico.

Publicidade

Apesar de a informação de risco sobre a Covid-19, não houve a confirmação que Misael morreu em decorrência da doença causada pelo coronavírus. Apesar disso, tudo indica que a morte tenha sido causada pela Covid. Este tipo de alerta é comum em corpos de pessoas vítimas da doença devido a ela ser transmissível.
A Covid já matou mais de 200 mil brasileiros.

Publicidade

De acordo com a prefeitura de Correntina, a equipe que fazia o transporte do corpo foi acionada pela funerária e retornou ao local onde o caixão havia caído para recuperá-lo. O Hospital Geral do Oeste informou em nota que o corpo havia sido retirado da unidade de saúde e que a responsabilidade do trajeto é da funerária contratada pela família.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!