in

Auxílio Emergencial: Bolsonaro contraria declaração de interlocutor e anuncia última decisão sobre prorrogação

Benefício atendeu 68 milhões de brasileiros no ano passado e tem futuro sendo discutido em 2021.

Agência Brasil

A possível prorrogação do Auxílio Emergencial é um dos temas mais debatidos nas últimas semanas. Após a conclusão dos pagamentos ocorrida no mês passado, cresceram os rumores acerca de uma continuidade do programa criado pelo Governo Federal. 

Publicidade

Nos bastidores do Congresso Nacional, nove projetos de lei já foram protocolados visando uma retomada do benefício nos próximos meses, tendo em vista que a situação do país segue complicada por conta da pandemia.

Na última semana, o site Valor Econômico, do Grupo Globo, revelou que um dos interlocutores do presidente Jair Bolsonaro havia mudado de opinião, e seria favorável à extensão do Auxílio Emergencial, desde que o teto de gastos não fosse rompido. Para isso, o presidente supostamente teria sugerido a criação de uma PEC Emergencial.

Publicidade

A notícia teve bastante repercussão, principalmente pelo fato do chefe do Executivo ter dito publicamente que o país não tinha condições de continuar com o programa.

Publicidade

Contrariou

Nesta segunda-feira (25), no entanto, o próprio Bolsonaro tratou de discursar totalmente oposto ao que foi divulgado. Em conversa com apoiadores, o presidente reconheceu que há pessoas “passando necessidade” com o fim do benefício, mas voltou a dizer que é inviável continuar pagando o valor para milhares de brasileiros.

Publicidade

“Não, eu não vou… converso isso com o Paulo Guedes, contigo não”, iniciou Bolsonaro ao rebater um interlocutor que indagou se ele era favorável a um novo auxílio.

“A palavra é emergencial, não é duradouro. Não é vitalício, não é aposentadoria. Lamento, tem muita gente passando necessidade, mas a nossa capacidade de endividamento está no limite”, afirmou o presidente.

Nesta quarta-feira (27), a Caixa Econômica Federal (CEF) irá concluir o calendário de liberação para saques e transferências do benefício.

Publicidade
Publicidade
Publicidade