in

Bolsonaro zomba de carreatas pedindo por impechment: ‘vi uma carreata monstro de uns 10 carros’

Para apoiadores, Jair Bolsonaro (sem partido) ironizou as manifestações que estão sendo realizadas pedindo sua saída do cargo.

Evaristo Sá/AFP

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) ironizou as manifestações que aconteceram nos últimos dias cobrando a sua saída do cargo. Nesta segunda-feira, 25, Bolsonaro comentou sobre o assunto em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, e citou, inclusive, a carreata que aconteceu em Campo Grande (MS). “Eu vi uma carreata monstro, de uns 10 carros”, ironizou Bolsonaro após um de seus apoiadores dizer que era morador de Campo Grande.

Publicidade

Após as declarações acima, Bolsonaro não comentou mais nada sobra a pressão para um processo de impeachment.

No domingo, 24, as organizações ‘Vem Pra Rua’ e ‘Movimento Brasil Livre (MBL)’, que organizaram atos durante o impeachment sofrido por Dilma Roussef em 2016, protestaram contra o presidente. De acordo com informações passadas pelos organizadores da manifestação, cerca de 500 veículos participaram do ato. A Polícia Militar (PM) não fez nenhuma estimativa.

Publicidade

Além de Campo Grande, também houve manifestações contra Bolsonaro no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte, em Cuiabá, Belém, Florianópolis e Brasília.

Publicidade

Segundo o MBL, Jair Bolsonaro foi “um dos maiores estelionatos eleitorais da história”. Os carretos e atos de partidos de esquerda contra o presidente também foram realizados no sábado, 23.

Publicidade

De acordo com informações passadas pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), no dia 12 de janeiro, o presidente pode, sim, sofrer um processo de impeachment. Contudo, para Maia, um dos principais motivos que causariam tal processo seria a demora para o início das campanhas de vacinação contra a Covid-19, o que já teve início no país.

Publicidade
Publicidade
Publicidade