in

Tragédia: ônibus com mais de 50 passageiros despenca em rodovia BR-376; há vários mortos e feridos

Acidente foi registrado na manhã desta segunda-feira (25), no interior paranaense.

Banda B

Mais um trágico e grave acidente envolvendo um ônibus foi registrado nas rodovias brasileiras nesta segunda-feira (25). De acordo com informações do portal “Banda B”, um coletivo que transportava cerca de 50 passageiros, acabou despencando na Curva da Santa, situada na BR-376, em Guaratuba, litoral do Paraná.

Publicidade

Informações preliminares dão conta que há várias vítimas fatais, ao menos sete óbitos, e diversos feridos. Até o fechamento desta matéria, não havia o anúncio oficial de mortes na ocorrência. 

Equipes de socorristas e policiais das cidades vizinhas de Curitiba, Joinville e Garuva (SC) foram acionadas para prestar os primeiros atendimentos às vítimas e controlar o fluxo de circulação na rodovia. 

Publicidade

O trágico acidente ocorreu no Km 668 da rodovia, no sentido Santa Catarina. Equipes do Corpo de Bombeiros e da concessionária que administra o trecho onde a fatalidade ocorreu já foram deslocadas. Dois helicópteros trabalham no atendimento das vítimas. 

Publicidade

Cenário desolador

De acordo com uma testemunha ouvida pelo portal “Banda B”, a cena do acidente é de total destruição, com várias pessoas mortas e feridas. 

Publicidade

“Várias vítimas, pessoas caídas, um negócio que não tem como explicar, está muito feio. Tem várias pessoas mortas, ainda não consigo contar”, disse mecânico Douglas Israel Saicowski.

Interdição

Diante do grave acidente, o trecho da BR-376 foi totalmente interditado para o atendimento às vítimas, impactando assim em um longo congestionamento.

No final do ano passado, dois acidentes graves envolvendo ônibus foram registrados nas rodovias brasileiras. O primeiro deles se deu no interior paulista, com trabalhadores que seguiam para uma fábrica têxtil. Em um curto intervalo, outro coletivo que viajava do interior de Alagoas acabou caindo em uma ponte em João Monlevade (Minas Gerais). Mais de 60 pessoas morreram nos dois acidentes. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade