in

Irmãos de 3, 4 e 7 anos são achados sozinhas em casa e viviam em meio a ratos e fezes: ‘Situação desumana’

O caso deixou em choque até a equipe que atuou no resgate das crianças devido a situação caótica.

G1

Três crianças que foram achadas sozinhas e com fome em uma residência extremamente suja gerou grande comoção devido à situação caótica em que elas estavam. O fato aconteceu na cidade de Goiânia, em Goiás, e os pequenos estavam vivendo em meio a ratos e fezes, conforme foi informado pelo Conselho Tutelar e Polícia Militar.

Publicidade

Os pais das crianças acabaram presos por abandono de incapaz e negligência. Paulo Wanderson, que é conselheiro tutelar e esteve acompanhando de perto o caso ficou impactado com o que presenciou. “Uma situação totalmente desumana”, desabafou o profissional.

Um vídeo que foi feito pela equipe que atuou no resgate dos pequenos mostrou a residência cheia de sujeira e lixo. Segundo Kleber Martins, que é tenente da Polícia Militar, o local onde eles viviam era totalmente insalubre. Foi encontrado ratos circulando no meio da casa, sendo que havia fezes dos roedores espalhados pelo local. Além disso, a casa cheirava mal e havia muito lixo, explicou o policial.

Publicidade

Os irmãos, de três, quatro e sete anos foram retirados do local na última quarta-feira, 20 de janeiro. Moradores da localidade fizeram a denúncia da situação caótica em que os pequenos viviam. A equipe que realizou o resgate chegou na residência e encontrou as crianças sozinhas e o portão aberto. A criança de sete anos sofre de paralisia cerebral e estava deitado na cama e sem roupa.

Publicidade

O conselheiro tutelar que acompanhou o resgate disse que foi difícil não se impactar com a situação, não parecia que houvesse morador na casa de tão deplorável era o estado dela e ressaltou que os meninos estavam totalmente abandonados sem qualquer tipo de cuidado. A mãe, de 26 anos de idade, disse à polícia que teria deixado os filhos com o marido para trabalhar.

Publicidade

No entanto, após apuração do tenente Kleber, foi detectado que ela recebe dois benefícios sociais. Aliás, o benefício recebido pela genitora era justamente para que pudesse ficar em casa e ter disponibilidade de cuidar do menino com deficiência.

Os pequenos foram levados para ficar em um abrigo do município e agora estão à disposição da Justiça. A família é do estado do Tocantins e não tem parentes no local onde estão morando atualmente. A polícia está apurando o caso e os pais acabaram presos em flagrante.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.