in

Padrasto é preso suspeito de estuprar enteada de 11 anos; criminoso tentou fuga e caso gera grande revolta

Caso aconteceu na noite da última sexta-feira (22) em Maceió; homem fugiu para sua residência após o crime.

Portal Correio

Um homem de 28 anos foi preso após estuprar a enteada de 11 anos em Maceió na noite da última sexta-feira (22). O caso se deu no bairro Jacarecica, na capital alagoana. Por conta da lei do Abuso de Autoridade, o nome do suspeito não foi divulgado. 

Publicidade

Segundo informações reveladas no relatório oficial do Centro Integrado de Operações em Segurança Púbica (Ciosp), uma guarnição que pertence ao BPE (Batalhão de Polícia de Eventos) recebeu um chamado via Conselho Tutelar para atender uma ocorrência por volta das 20h30. 

No Conselho Tutelar de Maceió, as autoridades e conselheiros conversaram com a vítima, e a criança de 11 anos relatou ter sido abusada pelo padrasto, que após o ato se evadiu da residência, e tomou rumo ignorado. 

Publicidade

Pouco tempo depois, os policiais se dirigiram até a casa do suspeito, que estava na localidade. O rapaz de 28 anos recebeu voz de prisão e foi conduzido até a Central de Flagrantes, situada no bairro do Farol, na capital alagoana. No local, ele foi autuado por estupro de vulnerável. 

Publicidade

“A conselheira tutelar da região relatou estar com uma criança, sexo feminino, de 11 anos, que fora estuprada por seu padrasto. Porém, este havia se evadido do local”, detalha um trecho do boletim de ocorrência, que o portal UOL teve acesso.

Publicidade

O caso de investigação da ocorrência foi iniciado às 20h31, e concluído às 5h27 deste sábado (23). As autoridades ainda irão colher mais depoimentos para apurar o crime de abuso contra a menor. 

Revolta

Nas redes sociais, diversos internautas se mostraram revoltados com o crime cometido contra a criança. “Tem que mudar a legislação. Prisão perpétua”, disse uma internauta. “Até quando isso???? Misericórdia”, questionou outra. 

“Pena de morte, enquanto as autoridades não tomar uma providência a altura do caso nossas crianças vão ficar a mercer desses pedófilos, e eles só esperando a próxima vítima, porque a impunidade faz parte do jogo deles”, desabafou outra. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade