in

Covid-19: análise de estudos indica potencial eficácia da ivermectina; autor não recomenda o uso

Estudos foram realizados na Universidade de Liverpool, mas pesquisador não indica o uso até que mais pesquisas sejam realizadas.

Reprodução / Prensa Latina

Uma revisão de onze pesquisas foram realizadas para verificar a eficácia da ivermectina no combate a Covid-19, os estudos foram feitos pela Universidade de Liverpool.  A revisão demonstrou que o vermífugo tem associação com uma redução dos níveis inflamatórios e a uma eliminação do coronavírus, adicionalmente, ele tem a capacidade de reduzir a mortalidade e também o tempo em que a pessoa fica internada.

Publicidade

Este estudo feito em Liverpool é o que os cientistas denominam de meta-análise, ou seja, uma revisão de estudos a respeito do tema, não exatamente um estudo original.

O Dr. Andrew Hill, autor do estudo, salientou que nenhum dos estudos que foram analisados individualmente são eficientes o bastante para que se possa estabelecer um padrão de eficácia. Porém, combinados, eles poderão indicar que o medicamento pode ser eficaz.

Publicidade

De qualquer maneira, Andrew Hill não recomenda o uso da ivermectina no tratamento de Covid-19 até que novos estudos sejam realizados. 

Publicidade

O estudo fala que diversos ensaios ainda não tiveram publicação ou sofreram uma revisão científica e meta-análises estão propensas a confusão. Adicionalmente, existe uma grande diversificação nos padrões entre os testes, por isso não há indicação de uso.

Publicidade

Há diferenças entre doses de ivermectina e o tempo dos tratamentos “Muitos ensaios incluídos [no estudo] ainda não foram publicados ou passaram por revisão científica e meta-análises são sujeitas a confusão. Além disso, há uma grande variação nos padrões entre os ensaios, diferenças entre doses de ivermectina e a duração dos tratamentos foi heterogênea. A ivermectina deve ser validada em estudos maiores randomizados antes que os resultados sejam suficientes para revisão pelas autoridades reguladoras”, diz o estudo.

Os frutos da análise demonstram uma redução do período até a eliminação do vírus, a diminuição do tempo de hospitalização, uma taxa clínica de recuperação 43% acima da média e uma taxa 83% maior de sobrevivência.

Os estudos feitos ocorreram nos seguintes países: Argentina, Espanha, Egito, Bangladesh, Índia, Irã, Paquistão, Nigéria, Argentina, Turquia, Iraque.

A ivermectina é um vermífugo utilizado para eliminar do corpo diversos parasitas. É um medicamento aprovado para tratar oncocercose, pediculose, elefantíase, escabiose e ascaridíase, mas ainda não indicado para tratamento de Covid-19. 

A agência norte-americana regulatória, o FDA, adverte que são necessários testes adicionais para determinar se a ivermectina poderá ser utilizada para tratar ou prevenir a Covid-19. Por conta disso, a agência, que é uma referência mundial na análise de remédios, não faz a recomendação do uso da ivermectina para este fim.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Olinda Farias

Procuro estar sempre ligada em todas as informações, principalmente relacionadas ao mundo esotérico. Além de gostar muito, levo muito a sério tudo que escrevo, seja sobre horóscopo, simpatias, orações e afins. Comigo você sempre estará muito bem informado(a).
.