in

Por falta de oxigênio, jovem perde pai, mãe e avó para a Covid-19 em menos de uma semana: ‘Estamos revoltados’

Zaynny Paulain contou que chegou a fazer um apelo nas redes sociais.

UOL | Divulgação

A pandemia causada pelo coronavírus tem dizimado inúmeras famílias por todo o Brasil. Nas últimas semanas, a falta de oxigênio em alguns estados agravou a situação de pacientes contaminados pelo vírus. De acordo com o site UOL, a jovem Zaynny Paulain, de 19 anos, viu sua família perder três entes queridos no intervalo de menos de uma semana.

Publicidade

Zaynny afirmou que seu pai, sua mãe e sua avó vieram a óbito na Unidade de Saúde de Nova Maracanã, em Faro, no oeste do Pará, por falta de oxigênio disponível. Inicialmente, a prefeitura do município confirmou que seis pessoas haviam falecido pela falta do insumo, porém, mais tarde, desmentiu que esta tenha sido a causa das mortes.

Elriane Paulain, de 34 anos, Zander Pereira Batista, 38, e Varela Paulain, 67, chegaram à unidade de saúde na última segunda-feira (18), apresentando sintomas severos da Covid-19. Varela, avó de Zaynny, foi a primeira a falecer, devido às complicações da doença. Logo em seguida, Elriane, mãe da jovem, veio a óbito, alegando dificuldades para respirar. Por último, o pai, Zander, também não resistiu à doença.

Publicidade

Estamos revoltados. Pedimos nas redes sociais que agilizassem o oxigênio, mas não chegou a tempo. Espero que isso sirva para que outras pessoas não morram”, desabafou a jovem. A falta de oxigênio não assola somente ao estado do Pará. Nas últimas semanas, inúmeros pacientes vieram a óbito no estado do Amazonas pela falta do insumo.

Publicidade

Uma grande mobilização vem ocorrendo por parte de outros estados, países e até mesmo famosos para que os cilindros de oxigênio cheguem ao estado amazonense. Recentemente, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou duas vacinas para serem usadas no Brasil em caráter emergencial.

Publicidade
Publicidade