in

Aplicativo terapêutico que ajuda no tratamento do autismo é apresentado no MCTI: ‘Um exemplo a ser seguido’

Na terça-feira, 19, o aplicativo Jade Autism, desenvolvido pelo Startup, foi apresentado ao Ministério da Ciência, Tecnologias e Inovações (MCTI).

Leonardo Marques - ASCOM/MCTI

Na última terça-feira, 19, a Startup, que desenvolveu um aplicativo premiado voltado a pessoas com autismo, realizou uma apresentação da plataforma para o Ministério da Ciência, Tecnologias e Inovações (MCTI).

Publicidade

O aplicativo chamado de Jade Autism utiliza jogos cognitivos para promover o desenvolvimento de pessoas autistas, principalmente crianças. E não é só isso, o app, ao mesmo tempo em que promove o desenvolvimento, também compartilha dados de utilização do usuário de forma segura com os profissionais de saúde e educação responsáveis pelo seu tratamento.

Um empresário da Startup foi recebido por Marcos Pontes, ministro do MCTI, e pode conhecer a iniciativa ao lado do secretário de Empreendedorismo e Inovação, Paulo Alvim, e de outros membros da equipe do ministério. Paulo disse que o mundo das startups brasileiras tem diversos casos e sucesso. Além disso, eles afirmam que o app Jade Autism é “um exemplo de ciência e tecnologia para a transformação”, além de “um exemplo a ser seguido”.

Publicidade

Para a criação do aplicativo, Ronaldo Cohin, fundador da startup, se inspirou em seu próprio filho. Atualmente, com 80 mil usuários ativos, o app está disponível em quatro idiomas e pode ser acessado de 149 países. Inclusive, em dezembro, o software ganhou o prêmio da GITEX Future Stars, em Dubai.

Publicidade

Segundo o desenvolvedor do app, as pessoas com autismo sofrem muito preconceito e, por muitas vezes chegam a ser estigmatizadas. Contudo, segundo ele, com o tratamento adequado, elas possuem um enorme potencial.

Publicidade
Publicidade
Publicidade