in

Menina de 7 anos morre em SP e pai garante que foi de uma doença esquecida por muita gente

Garotinha morreu na madrugada de segunda-feira; hospital investiga causa da morte.

Arquivo pessoal família Silva

A pequena Alicia da Rocha Novaes Silva, de apenas sete anos, morreu no Hospital São Paulo de Ribeirão Preto. Ela estava internada no local, não resistiu ao problema de saúde que tinha e faleceu na madrugada de segunda-feira (18). O pai de Alicia, Rodolfo Aparecido da Silva, é médico.

Publicidade

Rodolfo, que é ex-vereador da cidade de Pitangueiras, também no interior de São Paulo, disse à imprensa que a filha apresentou febre antes de ser internada. Ela também tinha dores e manchas avermelhadas espalhadas pelo corpo. Para o pai, a garota de sete anos morreu de dengue hemorrágica.

No último ano, praticamente todas as doenças ficaram em segundo plano com a pandemia do coronavírus, mas elas continuam existindo. Uma delas é a dengue, que já atingiu muita gente em todo o Brasil e já matou pessoas no país. A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. A dengue hemorrágica é o estágio mais grave da doença e requer tratamento médico.

Publicidade

Hospital não confirma causa da morte

O Hospital São Paulo de Ribeiro Preto, onde Alicia foi internado, não confirma a morte da menina por dengue hemorrágica. O centro de saúde aguarda o resultado do exame que foi realizado para confirmar se foi mesmo a dengue hemorrágica quem matou a criança de sete anos.

Publicidade

A Secretaria de Saúde de Ribeirão Preto também emitiu nota e informou que a morte está sendo investigada. A pasta recebeu a notificação do hospital e aguarda os resultados. A dengue pode ser evitada com o trabalho de não deixar que os mosquitos se proliferem. Água parada em pneus, vasos e outros objetos ajudam na multiplicação do Aedes Aegypti.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!