in

Covid-19: 9 sintomas que pode provar a infeção do coronavírus

A pandemia da Covid-19 continua sem dar tréguas por todo o mundo.

Covid-19 - Notícias ao Minuto

A pandemia da Covid-19 continua sem dar tréguas pelo mundo todo. O número de casos continua aumentando, se tornando mais perigoso com o surgimento das novas estirpes, que estão infectando mais ainda. Com o início da vacinação, se prevê que tudo pode melhorar em um futuro próximo. Porém, existem muitas pessoas que podem estar imunes ao vírus por alguns meses, mas não sabem se já ficaram contaminadas com o vírus.

Publicidade

A imunidade contra a Covid-19 

Por essa razão, um estudo britânico trouxe em seus relatórios a importância desses anticorpos, que ajuda as pessoas ter essa imunidade tão esperada. De acordo com o jornal Mirror, 90% das pessoas recuperadas da Covid, podem ficar imunes durante cinco meses. Esse é o resultado do estudo, após analisar 21 mil pessoas que se recuperaram da Covid-19. 

Muitas pessoas podem ter sido infectadas e nunca ter sabido já que não fizeram um teste. Se acredita que milhares de pessoas tenham passado por esse vírus sem qualquer sintoma, e que poderiam, ainda assim, estar imunes por alguns meses. Por essa razão, o jornal Mirror alerta sobre nove sinais que pode indicar se a pessoa está ou já esteve infectada com o SARS-CoV2. 

Publicidade

Nove sintomas da Covid-19 

  1. Perda de memória ou confusão mental; 
  2. Língua Covid, que pode se notar na mudança de sua coloração, dor, inchaço ou uma textura estranha na língua; 
  3. Dor de estômago ou diarreias frequentes; 
  4. Infecções no olho, especificamente, uma vermelhidão na parte branca do olho; 
  5. Cansaço é um dos sintomas mais revelados durante e após a infeção; 
  6. Dificuldades na respiração; 
  7. Queda de cabelo, possivelmente potenciado com existência de febre; 
  8. Perda auditiva e zumbido no ouvido, tanto durante a Covid-19 como depois; 
  9. Tonturas e sensação de que o chão está escapando dos pés pode ser também um sinal da infecção.

Mas lembre-se, procure ajuda médica sempre que tiver algum dos sintomas e nunca se automedique. 

Publicidade
Publicidade