in

Pânico, desespero e morte: enfermeiro comove ao relatar caos no Amazonas; ‘Nunca vivi nada parecido com isso’

O profissional de saúde comoveu ao relatar detalhes da situação crítica do seu turno de trabalho no Amazonas.

R7

O caos no estado do Amazonas tem provocado grande comoção nos brasileiros. Um dos profissionais de saúde, que viu de perto a situação caótica, resolveu fazer um relato sobre a triste realidade do Amazonas. Hadã Lima, de 32 anos, é gerente de enfermagem das unidades de urgência e emergência de Manaus. “Nunca vivi nada parecido com isso”, desabafou.

Publicidade

Hadã falou sobre o desespero dos pacientes infectados com Covid-19, devido à falta de oxigênio enfrentada no Pronto-Socorro 28 de Agosto. O enfermeiro trabalhou no horário das 6h às 0h30 nesta última quinta-feira, 14 de janeiro, e relatou alguns dos momentos mais críticos. De acordo com o profissional, houve desespero de muitos pacientes ao saber da ameaça de desabastecimento que atingiu outros centros médicos do estado.

“Tentamos conversar com os pacientes para que eles não se desesperassem ao saber que estavam com pouco gás. Mas a equipe estava totalmente fragilizada, respirava fundo e saía das salas para conseguir se acalmar”, explicou o enfermeiro. Ele contou que, na unidade que atua, foi necessário mapear os pacientes mais críticos. A equipe se reuniu para resolver como seria feito o racionamento de oxigênio.

Publicidade

O enfermeiro contou que o momento mais dramático foi quando pacientes começaram a regular os seus próprios oxigênios. A tragédia também acabou impactando a equipe emocionalmente. Hadã disse que foi algo terrível assistir de perto os colegas de trabalho tristes, cansados e desestimulados.  

Publicidade

Ele ainda falou sobre desespero dos pacientes, pois muitos estavam com celular e, ao ver as notícias sobre a falta de oxigênio, entraram em pânico e precisaram ser acalmados. Infelizmente, naquele dia 14 de janeiro, a média de mortes foi de cinco por turno, conforme informação do profissional de saúde. O enfermeiro disse ainda que não aguentava mais colocar pessoas em sacos e fez questão de ressaltar que foram vítimas de idades variadas.

Publicidade

Vacinação no Brasil

Com o caos no Amazonas, a vacinação é esperada por grande parte dos brasileiros. Neste domingo, dia 17, a primeira pessoa recebeu o imunizante. Confira os detalhes no vídeo acima.

Publicidade
Publicidade
Publicidade