in

Urgente: Anvisa libera uso emergencial de duas vacinas contra a Covid; quando começa a imunização?

Milhares de brasileiros acompanharam a votação realizada neste domingo (17) e vibraram com a notícia.

G1

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) votou neste domingo (17) as solicitações quanto ao uso emergencial das vacinas CoronaVac e do imunizante desenvolvido pela AstraZenenca/Oxford. Depois de mais de quatro horas de reunião, onde foram explanados os resultados dos estudos realizados, bem como algumas observações, ambas as vacinas foram liberadas para a aplicação na população brasileira.

Publicidade

O pedido do Instituto Butantan apresentado no dia 8 de janeiro, solicitava a utilização de 6 milhões de doses da vacina desenvolvida em parceria com o laboratório Sinovac. Já o pedido da Fiocruz, apresentado no mesmo dia, apontava a liberação de 2 milhões de doses do imunizante. 

Na abertura da votação, o diretor-geral da Anvisa, Antonio Barra Torres destacou que a vacina não é sinônimo de vitória, frisando a necessidade de uma mudança de comportamento da população. 

Publicidade

“O inimigo é um só. A nossa chance, a nossa melhor chance nesta guerra passa, obrigatoriamente, por uma mudança de comportamento social, sem a qual, mesmo com vacinas, a vitória não será alcançada”, declarou Torres.

Publicidade

Votos

Até o fechamento desta matéria, três diretores haviam votado a favor do uso emergencial das vacinas, o que caracteriza a liberação dos imunizantes.

Publicidade
  • Meiruze Sousa Freitas – a favor
  • Romilson Rodrigues Mota – a favor
  • Alex Campos – a favor

Quando começa a vacinação?

Nesta semana, prefeitos de algumas capitais do país revelaram que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que o início da campanha de imunização se daria a partir da próxima quarta-feira (20), às 10h, caso a Anvisa sinalizasse positivamente quanto à solicitação do uso emergencial da vacina.

O governo federal, que em um primeiro instante se mostrou contrário à CoronaVac, imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, agora vê a vacina como principal esperança.

De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, o governador João Doria previa o início da vacinação em São Paulo já neste domingo (17), no Hospital das Clínicas, caso a Anvisa liberasse o uso emergencial da CoronaVac. É previsto um pronunciamento do governador ainda nesta tarde. 

Primeira vacinada no Brasil

Números

Segundo os últimos dados divulgados, a pandemia do coronavírus já vitimou mais de 209 mil pessoas no Brasil até o momento – segundo maior índice na escala global. O número de infectados está na casa dos 8,4 milhões. Destes, 7,48 milhões já se recuperaram da doença. 

Publicidade
Publicidade