in

Família de 10 irmãos perde 1 para a Covid-19 e se despedem fora do cemitério; desabafo comove: ‘É terrível’

Manaus vive uma situação caótica nos últimos dias por conta da pandemia da Covid-19.

Patrick Marques/G1 AM

A pandemia do coronavírus continua devastando as famílias brasileiras e provocando cenários desoladores. Uma das cidades que mais sofrem com a Covid-19 no momento é Manaus. Em colapso devido o aumento exponencial de casos, a cidade amazonense protagonizou nesta semana, a falta de oxigênio o que impactou em muitas mortes. Além disso, o sistema funerário está sobrecarregado.

Publicidade

No último sábado (16), um gesto comovente de uma família de irmãos comoveu. Após perder uma das irmãs, de 61 anos, para a Covid-19, oito irmãos foram se despedir, mas sequer puderam entrar no Cemitério do Tarumã para o último adeus, por conta dos protocolos estabelecidos pelas autoridades de saúde em caso de morte pela doença.

A família sofre com a perda de um dos irmãos, e segue na torcida para a recuperação de outro irmão, que também foi diagnosticado com o coronavírus e se encontra internado em uma unidade hospitalar da cidade manauara. 

Publicidade

Despedida fria

Diante do cenário de pandemia, os familiares da vítima acompanharam apenas o cortejo seguindo o carro da funerária em um carro particular. Como a cerimônia de sepultamento tem sido limitada apenas a três pessoas da família, os irmãos ficaram do lado de fora do cemitério, vendo tudo atrás das grades do local. 

Publicidade

Em entrevista ao G1, um dos irmãos da vítima, Ezequias Sicsu, fez um desabafo comovente sobre a perda. 

Publicidade

“Nós perdemos uma irmã por complicações da Covid-19 e temos um irmão internado que está em estado grave e inspira cuidados bem delicados. É algo terrível. Surreal o que estamos vivendo na nossa capital. Nem nos meus piores pesadelos pensei em viver um momento como esse”, desabafou Ezequias. 

Cenário preocupante

Diante do cenário de caos na saúde, intensificado nesta semana, Manaus realiza a transferência de alguns pacientes infectados com o coronavírus para outros estados, para que estes recebam um tratamento melhor, e o sistema de saúde manauara desafogue. É previsto ainda o envio de mais 200 pacientes para outras unidades hospitalares fora do Amazonas. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade