in

Pacientes agonizando até a morte, caos e famílias desoladas: o drama vivido por Manaus na luta contra a Covid-19

Pandemia da Covid-19 já vitimou quase 6 mil pessoas em Manaus e os números segue em alta e preocupam.

Foto: Bruno Kelly/Reuters - G1

A cidade de Manaus vive uma situação delicadíssima na luta contra a Covid-19. Depois de protagonizar um cenário devastador no ano passado, a capital amazonense passa por dias difíceis e amarga um colapso em seu sistema de saúde.

Publicidade

As internações de pacientes com Covid-19 e os enterros subiram expressivamente nos últimos dias. Nesta quinta-feira (14), a situação ficou ainda mais sobrecarregada e preocupante com a falta de oxigênio em várias unidades hospitalares do município, onde muitas pessoas morreram agonizando perdendo o ar aos poucos. 

Pelas redes sociais, vídeos com desabafos de profissionais que trabalham na linha de frente comoveram o país. Desesperados, enfermeiros e médicos viram muitos pacientes perderem a vida pela falta de oxigênio. Alguns familiares ainda chegaram a se movimentar comprando cilindros por conta própria para não interromper o tratamento dos seus entes.

Publicidade

Diante do cenário de caso, pacientes infectados já estão sendo transferidos para outros estados, no intuito de desafogar o cenário caótico na cidade manauara.

Publicidade

Desabafos

Na edição da última quinta, o Jornal Nacional exibiu relatos comoventes de profissionais da saúde e familiares de pacientes que externaram a situação alarmante vivenciada. Veja abaixo alguns depoimentos.

Publicidade

“O que eu vivi hoje, nem nos meus piores pesadelos pensei que poderia acontecer. Não ter como assistir paciente, não ter palavras para acalentar um familiar”, desabafou a médica residente Gabriela Oliveira, que trabalha no Hospital Getúlio Vargas (HUGV), unidade que também sofreu com a falta de oxigênio ontem. 

Com o filho internado, o promotor Púbio Bessa disse que teve que carregar um cilindro de oxigênio nas costas para salvar o filho, após se movimentar e comprar o cilindro de forma particular. 

“Eu tinha uma bala de oxigênio de 10 metros cúbicos, carreguei nas costas, entrei no hospital desesperado. Todos os médicos e enfermeiros sem condições de fazer absolutamente nada”, contou o promotor. 

Números em alta

Nas últimas 24 horas, a cidade de Manaus registrou a marca de 2.516 novos casos da Covid-19 de um total de 3.816 casos computados em todo o estado neste período. No último balanço divulgado, a capital acumulava mais de 5.8 mi óbitos por conta da doença desde o início da pandemia. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade