in

Médica de Manaus faz desabafo comovente sobre cenário da Covid-19: ‘Nem nos piores pesadelos’

Pandemia da Covid-19 já vitimou quase 6 mil pessoas em Manaus e os números seguem em alta.

 Jonne Roriz/VEJA

A pandemia do coronavírus segue ceifando a vida de milhares de pessoas em solo nacional nas últimas semanas. Em alguns estados do país, a situação se mostra bastante delicada. Após protagonizar um cenário de caos no início da grande disseminação da doença, a cidade de Manaus tem passado por um drama ainda maior.

Publicidade

Um novo surto da doença impactou em um colapso sem precedentes no sistema de saúde da capital amazonense. Nesta quinta-feira (14), vídeos viralizaram e relatos de profissionais da linha de frente escancaram a situação caótica diante da falta de oxigênio em diversas unidades hospitalares que estão com pacientes da Covid-19.

Funcionária no Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), a médica residente Gabriela Oliveira detalhou o “pesadelo” vivenciado nas últimas horas. 

Publicidade

“O que eu vivi hoje nem nos meus piores pesadelos eu pensei que poderia acontecer. Não ter como assistir paciente, não ter palavras para acalentar um familiar. Isso é uma coisa que vai ficar uma cicatriz eterna nos nossos corações“, desabafou Gabriela.

Publicidade

A profissional de saúde ainda pontuou que os médicos vivenciam um cenário de guerra e estão extenuados diante da carga horária de trabalho intensa nos últimos meses.

Publicidade

Números da Covid-19 na capital do AM

Até a última quarta-feira (13), mais de 5,8 mil pessoas haviam morrido em decorrência da Covid-19 em Manaus. Diante do cenário de colapso encontrado no município, pacientes com o coronavírus serão transferidos para outros seis estados. A informação foi confirmada pelo governador Wilson Lima. 

Em nota, o governo do estado afirmou que segue em contato com o governo federal e a Prefeitura de Manaus na busca por alternativas para resolver a questão da falta de oxigênio.

Publicidade
Publicidade
Publicidade