in

Polícia diz que traficantes podem ter envolvimento com o desaparecimento de três crianças em Belford Roxo (RJ)

A Polícia diz que o fato de o tráfico ter torturado um homem para fazê-lo confessar o crime os fizeram levantar esta hipótese.

Cléber Júnior / Agência O Globo

De acordo com a Polícia Civil a principal hipótese seguida pela investigação do desaparecimento de três crianças, com idades entre 8 a 11 anos, de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, é a de que traficantes do Morro do Castelar, localizado na cidade, possam ter envolvimento com o crime.

Publicidade

Allan Turnowski, secretário de Polícia Civil, informou que um dos fatos que fizeram com que a polícia começasse a acreditar no envolvimento de traficantes no desaparecimento dos meninos foi que o tráfico torturou um homem no intuito de fazê-lo confessar o crime. Além disso, a cerca de 200 metros da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), um ônibus foi incendiado na última terça-feira, 12.

Publicidade

Publicidade

Atualmente, a investigação do desaparecimento dos três meninos segue sob responsabilidade da DHBF. Pouco tempo depois do incêndio no ônibus, moradores chegaram a se aglomerar próximo à delegacia, onde pediram justiça no caso.

Publicidade

As três crianças foram vistas pela última vez, no dia 27 de dezembro do ano passado. Os três estavam na quadra de futebol de um condomínio, localizado no Morro do Castelar.

De início, foi relatado que as crianças deixaram o local para ir comprar ração para pássaros em uma feira, localizada no Bairro de Areia Branca, vizinho ao Castelar. Mesmo revelando as suspeitas, a polícia optou por não dar muitos detalhes do porque o tráfico pode estar por trás do desaparecimento das crianças.

Há 18 dias, a dona de casa Tatiana da Conceição Ribeiro, mãe de três filhos, não consegue dormir e nem ao menos se alimentar direito. O motivo? O seu filho mais velho, Fernando Henrique, de 11 anos, é um dos garotos sumidos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade