in

Vacina contra a Covid-19: lista de documentos necessários para receber o imunizante é revelada

Brasil deve iniciar campanha de vacinação com dois tipos de imunizante: CoronaVac e a vacina de Oxford.

CNN

Aguardada ansiosamente por milhares de brasileiros, a vacina contra a Covid-19 está bem próxima de ter a sua campanha iniciada em solo nacional. De acordo com o Ministério da Saúde, a previsão é que as doses dos imunizantes CoronaVac e de Oxford comecem a ser aplicadas entre 20 de janeiro e 10 de fevereiro. 

Publicidade

Ambas vacinas serão administradas em duas doses. Segundo o plano de imunização desenvolvido pelo governo, todos serão vacinados, mesmo não apresentando nenhum documento. Contudo, este terá que comprovar que pertence ao grupo prioritário correspondente à fase da vacinação. Inicialmente, profissionais de saúde e idosos terão prioridade na aplicação dos imunizantes.

Apesar disso, para fazer o controle, o Ministério da Saúde destaca que é importante informar o número do CPF ou apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS), o popular Cartão do SUS. 

Publicidade

A pasta ainda informou que neste controle serão registrados o tipo da vacina, lote de fabricação, bem como a data para a aplicação de cada dose, tudo para monitorar o processo de imunização. 

Publicidade

Cartão do SUS

O CNS é responsável por armazenas os dados individuais dos pacientes dentro do Sistema Único de Saúde. Apresentando os locais onde o paciente recebeu atendimento, quais serviços prestados e qual profissional foi responsável pelo atendimento.

Publicidade

Este documento é gratuito e pode ser feito pessoalmente na Secretaria de Saúde do seu município ou em alguma unidade do SUS. Para emitir o cartão, basta apresentar, RG, CPF, certidão de nascimento. O comprovante de residência é requisitado em alguns municípios. 

Quem emitiu o documento, mas perdeu, há a possibilidade de fazer a segunda via do cartão. Basta acessar o portal Conecte SUS, ou acessar o aplicativo. O app também pode ser utilizado para substituir o cartão físico impresso. 

O plano de imunização do governo ainda aponta que está sendo desenvolvido um sistema responsável por gerar um QR-Code que facilitará a identificação do paciente no processo de vacinação, também gerado através do aplicativo Conecte SUS.

Publicidade
Publicidade
Publicidade