in

‘Faltou à Ford dizer a verdade: eles querem subsídios’, diz Jair Bolsonaro a apoiadores

Segundo o presidente da República, Jair Bolsonaro, a Ford não produzirá mais veículos no Brasil porque ‘perdeu para a concorrência’.

Adriano Machado / Reuters

Nesta terça-feira, 12, o presidente Jair Bolsonaro afirmou a apoiadores que o fechamento dos parques fabris da Ford no Brasil acontecerá, porque a marca “perdeu para a concorrência”. Além disso, o presidente da República também enfatizou que, no ambiente de negócios, “quando não se tem lucro, se fecha”, e disse ser assim na vida “e na nossa casa”.

Publicidade

Mesmo assim, Bolsonaro disse lamentar o fato de a empresa ter optado por encerrar a produção de automóveis no país, afetando assim cerca de 6 mil postos de trabalho. Vale lembrar que, em dezembro de 2020, a Ford anunciou um programa de investimentos no valor de US$ 580 milhões, cerca de R$ 3,17 bilhões em moeda brasileira, na Argentina.

De acordo com o mandatário, faltou a empresa “dizer a verdade: eles querem subsídios”. E mais, Bolsonaro disse ainda que a montadora receber R$ 20 bilhões em renúncia fiscal do governo e subsídios. Diante disso, o mandatário perguntou aos apoiadores se eles queriam continuar dando R$ 20 bilhões para a empresa.

Publicidade

Também nesta terça-feira, 12, um dia depois que a Ford anunciou o fim da produção no Brasil, trabalhadores da empresa protestaram contra a decisão em Camaçari, na Bahia; e em Taubaté, em São Paulo.

Publicidade

Na Bahia, os manifestantes enfrentaram até mesmo a chuva e subiram em um trio elétrico. De acordo com informações do sindicato, tentativas de uma negociação para reverter esse quadro ainda continuam, para assim continuar garantindo a manutenção das fábricas e os postos de trabalho nas três cidades em que a Ford atua.

Publicidade
Publicidade
Publicidade